10 erros no processo de desfralde da criança

Foto: Mahesh Patel de Pixabay

A fase do desfralde é uma época que preocupa muitas famílias, é nessa primeira fase da infância que as crianças começam a descobrir que tem a capacidade de controlar o próprio corpo e aí surgem novos desafios. É importante que saibam que é um processo que exige muita paciência.

LEIA TAMBÉM:

As famílias costumam ficar muito ansiosas nesta fase do desfralde. Neste momento surgem várias dúvidas, e o processo deve ser cercado de muita conversa, dedicação e paciência.

A psicóloga especializada em família e infanto-juvenil Grace Falcão explica qual é o momento certo para o desfralde. Segundo a OMS, a partir de 2 anos e meio pode-se iniciar o desfralde, mas não há regras rígidas. “Essa idade pode se esticar e ir até 4 anos de idade, depende de cada criança. O importante é que seja um processo natural, sem pressão e obrigatoriedade e, principalmente, sem sofrimento”, diz a psicóloga. Segundo Grace, estudos mostram que crianças que foram forçadas a desfraldar antes do tempo ou quando ainda não estavam maduras para isso podem sofrer de constipação.

A pediatra Loretta Campos reforça que cada criança tem seu tempo e é importante respeitá-lo. “Algumas crianças levam poucas semanas para aprender a usar o banheiro, enquanto outras podem demorar até seis meses e precisar de maior atenção”, diz. Além disso, a pediatra alerta que deve-se evitar comparações com outras crianças. “Isso só vai gerar ansiedade”.

Confira 10 erros cometidos pelas famílias no processo de desfralde da criança:

1- Começar antes da hora: o ideal é a partir dos dois anos pois nesta fase as crianças têm autonomia para andar, tirar a roupa e expressar que estão incomodadas com o cocô;

2- Expor a criança em lugares públicos: ir ao banheiro é algo privado, portanto, tente utilizar o sanitário com a porta fechada e penico sempre no banheiro, nunca na sala ou quarto;

3- Delegar a tarefa unicamente para a escola: tente começar a retirada das fraldas em casa, de preferência nas férias, sem muito estresse. A escola deve ser só um apoio;

4- Pressionar a criança para ser rápida: o desfralde requer tempo e paciência. Leve livrinhos, joguinhos para tornar o momento prazeroso;

5 – Não providenciar itens de apoio: é aconselhado providenciar um penico ou redutor de vaso sanitário. A criança precisa de conforto;

6 – Esperar a criança pedir para ir ao banheiro: comece retirando a fralda do dia e pergunte ou leve a criança ao banheiro a cada duas horas;

7- Dar bronca se a criança não consegue se segurar: nunca diga “você se sujou de novo” ou “você não aprende”;

8 – Fazer cara de nojo quando acontece um escape: os escapes, principalmente os noturnos, são frequentes. Pode durar em média até os quatro anos e algumas crianças até seis anos de idade;

9 – Colocar roupas difíceis de tirar: se a criança pede para ir ao banheiro os pais têm de agir rápido;

10 – Escolher um momento de estresse para tirar a fralda: toda paciência é pouca.

Deixe uma resposta