Exames de fezes são mais eficazes para testar covid-19 em crianças

exames de fezes crianças covid-19
FFoto deCharles Deluvio on Unsplash

Os exames de fezes são mais eficazes para testar a covid-19 em crianças do que os testes respiratórios, segundo pesquisadores da Universidade Chinesa de Hong Kong (CUHK). O estudo, publicado na revista médica GUT, aponta que os pequenos carregam uma carga viral mais alta nas fezes do que os adultos.

LEIA MAIS:

Os cientistas chegaram a essa conclusão depois de realizarem exames de fezes em mais de 2 mil crianças assintomáticas e outras que precisavam de testes na chegada ao aeroporto de Hong Kong, em 29 de março. Seis crianças foram confirmadas com covid-19.

Segundo Paul Chan, presidente do Departamento de Microbiologia da CUHK e diretor associado do Center for Gut Microbiota Research, a atividade de infecção e replicação viral persiste por mais tempo no intestino de bebês e crianças.

“As amostras de fezes são mais convenientes, seguras e não invasivas para coletar na população pediátrica e podem fornecer resultados precisos”, assegurou o pesquisador, em comunicado da CUHK. Para Paul Chan, esse tipo de exame é “uma opção melhor para a triagem covid-19 em bebês, crianças pequenas e aqueles cujas amostras respiratórias são difíceis de coletar”.

Os pesquisadores também fizeram descobertas sobre a potencial transmissão fecal-oral da doença depois de investigarem as amostras de fezes de 15 pacientes com covid-19, em Hong Kong, entre fevereiro e abril. Foram encontradas infecções virais intestinais ativas em sete deles, mesmo sem sintomas gastrointestinais.

Além disso, três pacientes apresentavam infecção viral ativa até seis dias após a eliminação do coronavírus de suas amostras respiratórias. Os cientistas revelaram também que mais de um paciente contaminado teve a confirmação da covid-19 pelo exame de fezes, enquanto os testes respiratórios deram negativo.