Informação de que enfermeiros usaram testes de covid-19 em crianças para golpe em SP é falsa

Informação de que enfermeiros usaram testes de covid-19 em crianças para golpe em SP é falsa
Imagem de fernando zhiminaicela por Pixabay

Um boato de que falsos enfermeiros teriam utilizado testes de covid-19 em crianças para aplicar um golpe em São Paulo circulou na última semana em grupos de WhatsApp. A notícia ganhou ampla repercussão após ser difundida por uma influenciadora. Nas mensagens ninguém explica como funcionaria o golpe ou qual seria seu objetivo. Mas a informação é falsa, segundo checagem feita pelo UOL.

LEIA MAIS:

De acordo com o site, os supostos golpistas disfarçados de profissionais da saúde que aparecem na imagem viral são, na verdade, funcionários da Secretaria Municipal de Saúde que trabalham no inquérito sorológico realizado pela Prefeitura de São Paulo.

A pesquisa tem como objetivo analisar a contaminação do novo coronavírus nos alunos das redes públicas municipal, estadual e da rede privada de ensino. O resultado ajudará a definir o cronograma de volta às aulas da capital paulista.

“Por se tratar de uma pesquisa que necessita de testagem domiciliar, a SMS ressalta sua preocupação com a segurança dos munícipes e esclarece que os moradores sorteados poderão ser contatados por telefone pela unidade para serem orientados sobre a metodologia e a importância da pesquisa. Quando não é possível esse contato telefônico, por não haver cadastro do aluno na unidade ou por outro motivo, os profissionais de saúde poderão ir à residência ou outros locais”, disse a Prefeitura ao UOL.

Algumas famílias também relataram à revista Crescer que foram procuradas em casa por equipes de saúde para realizar testes de Covid-19. Mas, desconfiadas, não atenderam à solicitação.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), confirmou à revista que está fazendo os testes em crianças em suas casas, mas que os exames seriam previamente agendados. Como as famílias não foram contatadas para esse agendamento, elas ficaram receosas de receber as equipes de saúde.

Diante da falsa informação de que enfermeiros usaram testes de covid-19 em crianças para golpe, o WhatsApp informou ao site que “sempre incentiva todos os usuários a verificarem a veracidade das mensagens que recebem antes de compartilhá-las, e a se envolverem diretamente com fontes oficiais e confiáveis para obterem informações importantes”.