Podcast: Dicas para viajar com as crianças sem enlouquecer

Dicas para viajar com as crianças sem enlouquecer / Imagem de Bob Dmyt por Pixabay

No sexto episódio do Podcast É A Mãe, as jornalistas e mães Juliana Tiraboschi, Bárbara dos Anjos Lima e Camila Borowsky discutem como é viajar com as crianças e trocam dicas e as experiências que já tiveram com seus filhos.

Leia também: Dicas para escolher a escola dos seus filhos

Ouça o podcast:



Veja algumas das principais dicas das apresentadoras do Poscast É A Mãe: 

– Não tente economizar espaço ou peso. Aceite que agora tem que levar mais coisas para não se estressar no destino. Leve sim: carrinho, remédios, babá eletrônica, ou seja, coisas que vão dar conforto para todos. E aposte em kits para viagem: porta leite em pó, esterilizador portátil, etc.

– Leve também os remédios de uso mais comuns. Melhor pecar pelo excesso de coisas do que passar pelo perrengue de sair caçando uma farmácia, por exemplo.

– Leve piscina inflável, que não ocupa espaço e serve tanto pra dar banho no bebê, quanto para ele ficar brincando na água, na praia. Mosquiteiro para o berço

– No avião, leve soro fisiológico para não ressecar o nariz e dê o peito ou mamadeira na hora do pouso/decolagem para amenizar dor de ouvido.

– Leve distrações para a viagem. Além de tablet com vídeos já carregados, pra não depender sempre de internet, leve também papel e caneta pra desenhar e livrinhos de adesivos/atividades.

– Carregue sempre uma garrafinha de água, seja no avião (desde que lacrada), no carro, no ônibus, etc.

– Pesquise antes quais são os hospitais mais próximos do hotel/casa alugada e cheque se o seu plano de saúde cobre atendimento no destino. Se a viagem for internacional, faça um seguro viagem.

– Viajar com criança recém-desfraldada é mais perrengue. Uma dica é levar um adaptador de assento do vaso sanitário na mochila. Então, quando chegar a hora do cocô, você já está pronto, seja no avião, banheiro de aeroporto ou parada na estrada.

– Outra dica é levar aqueles protetores de assento descartáveis, vendidos em farmácia, para a criança não sentar em um assento sujo.

– Aproveite para viajar o máximo que conseguir de avião com a criança até ela fazer dois anos. Depois, ela já paga a passagem.