0

Você sabe identificar o motivo do choro do bebê?

Choro bebe

Nos primeiros meses de vida dos meus filhos, uma das minhas maiores dificuldades era interpretar e entender o motivo de cada choro das crianças. É sono? Fome? Cólica?

É angustiante ouvir seu bebê se esgoelar e não saber o que fazer. Se você está passando por isso, respire fundo e leia esse guia. Espero que te ajude a compreender o porquê do chororô do seu filhote.

Fralda suja
O contato com o xixi e o cocô pode provocar desconforto. Normalmente esse incômodo se traduz por um choramingo. Solução: Quando o bebê começar a chorar, a primeira providência é checar a fralda.

Roupa apertada, frio ou calor
Um choro moderado pode significar outros incômodos, como vontade de mudar de posição, roupa apertada (etiquetas ou zíperes também irritam o bebê), frio ou calor. Solução: Mude o bebê de posição e veja se a criança está suada ou com pés e mãos muito frios. Cheque a roupa para ver se há algo cutucando o bebê.

Fome
Esse é o motivo mais comum. Geralmente segue um padrão rítmico de: choro, silêncio, respiração (podendo ser acompanhada de um som sibilante na inspiração), e assim por diante. Solução: amamentar o bebê.

Irritação
É um choro alto e intenso e pode ser provocado por excesso de estímulo, barulho e ambiente agitado. Solução: leve o bebê para um ambiente mais calmo, menos claro e conforte a criança.

Cólica
É agudo, prolongado e acompanhado de movimentos agitados, principalmente das pernas. Mais comum até os três meses. Solução: Faça massagens, vire o bebê de bruços ou deite-o na sua barriga. Fazer o movimento de “bicicleta” com as pernas também ajuda a eliminar os gases. Banho morno, compressas com toalhas quentes ou aquelas almofadinhas próprias para isso, que podem ser aquecidas no microondas, também podem aliviar a dor. Se a cólica for muito intensa, converse com o pediatra para ver se ele receita algum remédio.

Sono
Choro alto, que pode ser confundido com o de irritação. Solução: Acolher o bebê e embalá-lo com calma, cantando ou fazendo ruídos rítmicos como “shhhhhhhhh”. Sons rítmicos, como o de água corrente e batimentos cardíacos, trazem sensação de relaxamento porque remetem aos sons que o bebê ouvia no útero. Há quem use até o ruído de secador de cabelo para acalmar a criança.

Quando procurar um médico?
Segundo Luiz Bellizia Neto, pediatra do Hospital Israelita Albert Einstein, 90% dos casos de choro estão relacionados às necessidades básicas. “São raros os casos em que ele sinaliza algum problema médico”, diz. Porém, se o choro for excessivo e prolongado ou o bebê estiver pálido, ligue para o pediatra.

Fonte: Guias Temáticos Momentos de Vida – Seu Bebê, da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein

Foto: Harald Groven88x31 (1)

0

Incentivo para pequenos artistas

desenhar

Há alguns meses começamos a oferecer giz e papel para as crianças (Francisco e Manuela, gêmeos de 1 ano e sete meses) darem seus primeiros rabiscos.

Leia também:
A moda dos livros de colorir (e o que seu filho tem a ver com isso)
Três brinquedos baratos, simples e caseiros

É claro que, quase que imediatamente, nossas paredes ganharam uma decoração muito especial.

Foi então que ganhamos um presente maravilhoso: o Arte na Porta.
É um suporte para rolo de papel que é preso desenharpor ganchos na parte de cima da porta. O rolo fica estendido por cima da porta, que é protegida por um plástico que vem junto no kit.

As crianças adoram desenhar ali e, depois que instalamos o rolo, nossas paredes não foram mais foram rabiscadas. O refil para o suporte é vendido em papelarias e lojas de brinquedos.

Leia nesse outro post por que é importante incentivar as crianças a desenhar.

Veja um outro tipo de quadro de desenho para parede aqui e aprenda a fazer seu próprio rolo aqui.

Ah, se as suas paredes foram rabiscadas, não se preocupe. Consegui tirar tudo com a Esponja Mágica, vendida em supermercados (usei a da da Scotch-Brite, mas também já vi da Bombril). Também já ouvi falar que bicabornato de sódio misturado com um pouco de água limpa os rabiscos, mas não cheguei a testar a receita.

desenhar

 

Fotos: Juliana Tiraboschi / Todos os direitos reservados