0

Aprenda a fazer uma saia de tule para o Dia das Bruxas

Brincar de fantasia é uma das coisas mais bacanas da infância. Incorporar personagens, inventar histórias e viver aventuras imaginárias aguça a criatividade das crianças e ajuda também na interação e desenvolvimento das habilidades sociais e emocionais.

Leia também:
3 brinquedos baratos, simples e caseiros
Sugestões de presentes baratos para crianças

Datas comemorativas como o Halloween são uma ótima oportunidade para deixar a fantasia tomar conta da garotada.

Por isso, vamos ensinar como fazer uma saia de tule super fácil, sem costura, para compor uma fantasia de bruxinha.

A mesma técnica serve para fazer tutu de bailarina, fantasia de fada ou o que mais a sua imaginação quiser.

Veja o passo a passo:

wp-image-2123004650jpg.jpg

Você vai precisar de:
– Tule (usamos preto, roxo e laranja) – usamos uns 3 a 4 metros para fazer uma saia curta para uma menina de três anos. Para fazer uma peça mais longa ou volumosa que a nossa, você vai precisar de mais tecido.

Dica: não é muito fácil encontrar tule colorido. Em São Paulo, você acha nas lojas de tecido da região da 25 de Março. Se o centro for fora de mão para você, uma ótima alternativa é a loja Center Fabril, na rua Traipu, 50, Pacaembu.

– Elástico para cós (encontrado em lojas de aviamento ou de tecido). Usamos um grosso, mas pode ser um fino
– Tesoura
– Fita métrica
– Almofada

2
img_20161027_093218446

Meça o tamanho do elástico que você vai precisar na cintura da criança. Corte um pedaço um pouco maior, para dar espaço para o nó. É melhor sobrar um pouco do que faltar. Se no final a saia ficar um pouco larga, é só soltar o nó e apertar mais.
Amarre o elástico na almofada. Ela vai servir de apoio.

3

IMG_20161027_093334037.jpg

Calcule o comprimento de saia que você vai querer e corte tiras com o dobro desse tamanho.

4
IMG_20161027_094305691.jpg

Corte várias tiras nas cores desejadas. Não tem um número certo. Quanto mais tiras você colocar, mas cheia e com a cor mais viva a saia vai ficar. Calculamos uma largura de uns três a quadro dedos para cada tira, mas se quiser uma peça mais delicada, pode fazer com faixas mais finas. Não se preocupe se elas não ficarem exatamente iguais no comprimento e na largura. Aliás, para a fantasia de bruxa até achamos que fica interessante deixar uma certa assimetria, com algumas tiras mais curtas entre as mais longas. Mas você pode deixar a saia mais retinha, se preferir.

5


img_20161027_094439993

Comece a amarrar as fitas. Pegue uma delas, dobre ao meio e passe por baixo do elástico, deixando um “arco” em cima.

6


img_20161027_094452847

Pegue as pontas, passe por dentro do arco e puxe, formando um nó.

7


img_20161027_094739631

Vá amarrando as tiras e alternando as cores.

8

img_20161027_094919137

Sua saia vai ficar assim. Depois de pronta, experimente a saia na criança e, se necessário, aperte ou solte o nó para ajustar. Não se esqueça de cortar as pontas do nó. Você pode também amarrar algumas tiras de cetim entre as de tule, para dar um charme a mais, e cobrir o nó com uma faixinha de cetim ou tule.

9


img_20161027_100149925

Pronto! É só combinar a saia com um collant ou camiseta preta ou roxa e sua bruxinha está pronta para a festa. Você pode também acrescentar um chapéu e/ou uma capa.

3

Sugestões de presentes baratos para o Dia das Crianças

O Dia das Crianças está chegando aí. Muita gente acha que essa é mais uma data comercial e que é bobagem gastar dinheiro com ela.

Leia também:
5 dicas de presentes baratos e infalíveis para recém-nascidos

Mas ninguém precisa esvaziar a carteira para fazer um mimo para o filho/sobrinho/neto/filho do amigo. Veja nossa seleção de presentes baratinhos que vão divertir a garotada.

Almofada para colorir Adventure Time – R$ 19,90
almofada_riachuelo.jpg
A peça, de 20cm x 40cm, vem com um jogo de canetinhas de 12 unidades. A almofada é lavável, então dá para pintar, lavar e pintar de novo.

Onde encontrar: Riachuelo


Mundo dinossauros (Brink+)– R$ 7,99

Mundo Dinossauros pequeno com 2 - R$ 7,99 (2).jpg
Gente, alguém me explica por que as crianças têm tanto fascínio por dinossauros? Os meus adoram livros de dinossauro, desenhos e filmes de dinossauro e, claro, brincar com bonecos de dinossauros. Acho que um presente desse tipo tem 99% de chance de agradar a qualquer criança.

Onde encontrar: Lojas Americanas (lojas físicas)


Conjunto de massinha mini fábrica (Play-Doh) – R$ 9,68

massinhaMassinha ajuda a estimular a criatividade, a coordenação motora e entretém as crianças por um tempão. E esse brinquedo é algo que não dura para sempre: massinha endurece, resseca, perde a cor, pedaços se perdem, enfim…mesmo que a criança já tenha em casa, sempre é bom renovar o estoque. Esse kit da foto é bem baratinho e vem com dois potinhos pequenos de massinha e um apetrecho para fazer diferentes formatos.

Onde encontrar: Submarino


C
ola com glitter e giz de super soft (Faber-Castell) -R$ 11,75 e R$ 18,90, respectivamente
20150318_GLIT170106_COLA COM BRIHO_Cgiz
Uma das atividades preferidas das crianças é desenhar/pintar, então esses materiais são sempre bem-vindos. A cola pode ser usada para desenhos, decoração, projetos de artesanato etc. Já o giz tem ponta retrátil e é ideal para as crianças que estão começando a desenhar.

Onde encontrar: papelarias, supermercados e lojas de artigos para casa


Dominó Estados e Capitais (Ciabrink)- R$ 20

domino-estados-e-capitais
Para os maiorzinhos, que já estão aprendendo geografia na escola, esse dominó pode ser bem interessante. O jogo ensina a associar os estados às suas capitais e mostra também a bandeira de cada estado, para ajudar no aprendizado. Estimula a fixação da percepção visual, concentração e a discriminação de figuras, além de divertir.

Onde encontrar: Cai Cai Balão Brinquedos


Ecotela Arca dos Bichos – R$ 20
ecotela-desenhada-arca-dos-bichos-copia
Já deu para perceber que eu sou fã de brinquedos que estimulam a criatividade e ligados a desenho e pintura, né? Essa tela vai fazer os pequenos se sentirem verdadeiros artistas. Vem com um kit com 12 gizes de cera e é feita com papel reciclado.

Onde encontrar: Cai Cai Balão Brinquedos


DVD Galinha Pintadinha – Especial 10 anos – R$ 19,90

dvd_galinha
Taí outro queridinho das crianças. O lançamento traz 19 canções, incluindo sucessos como “Borboletinha” e “Meu Pintinho Amarelinho”, além de duas músicas inéditas: “Para o Papai” e “Fui à Espanha”. O DVD também traz uma contracapa especial para colorir.

Onde encontrar: Lojas Americanas (lojas físicas)

0

Blocos e eventos gratuitos para curtir o Carnaval com as crianças

Ficou em São Paulo no Carnaval? Então veja nossa seleção de atividades para se divertir com a criançada, tudo com entrada gratuita.

Não se esqueçam de usar bastante filtro solar, oferecer muita água para os filhotes e colocar fantasias e calçados confortáveis neles. Também é uma boa ideia colocar uma pulseira ou crachá no seu pequeno folião, com nome do responsável e telefone para contato, caso ele se perca de você.

Sábado – 06/02

Carnavalzinho
carnaval criancas

As cantoras do Grupo Parampará irão animar a folia acompanhadas de instrumentos variados, como escaleta, pandeiro, caxixi, flauta, clarinete, entre outros. No repertório as crianças encontrarão clássicos como “Acorda Maria Bonita”, “Ô Abre Alas” e “Me dá um Dinheiro aí”, permeadas por brincadeiras com o público. Para crianças até 3 anos.

Onde: Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93 – Espaço de Brincar
Das 11h às 12h

Atenção: O evento também acontece no domingo, segunda e terça

Zoobloco
Zoobloco

Nascido no Carnaval de rua carioca, o Zoobloco apresenta performances em que as músicas e a caracterização de seus integrantes e foliões giram em torno de animais.

Onde: Sesc Pinheiros – Rua Pais Leme, 195
12h
Duração: 60 minutos
Atenção: A apresentação se repete no domingo (7)

Carnaval do MAM – Oficina de barangandão arco-íris
carnaval_mam
A atividade vai ensinar a confeccionar um barangandão, aquele brinquedo feito de tiras de papel crepom coloridas.

No mesmo horário haverá apresentação musical da banda Alana.

Onde: MAM – Parque do Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/n° – Em frente ao painel de Osgêmeos.
15h
Atenção: Para crianças a partir de 3 anos, com acompanhantes.
Duração: 45 minutos. 
Vagas: 50 – retirar ingresso com 30 minutos de antecedência no local da atividade.

Bloco do Furunfunfum e do sopro brasileiro
carnaval criancas
Foto: Juliana Tiraboschi

Esse é para quem gosta de Carnaval à moda antiga, o das tradicionais marchinhas. É um evento tranquilo, cheio de famílias com crianças pequenas.
Atenção: Seja pontual se quiser aproveitar, pois a banda toca durante uma hora apenas.

Onde: Praça das Corujas, Vila Madalena
Das 17h às 18h
Atenção: Também se apresentam no Sesc Santo Amaro (6/2, sábado, às 13h30); no Sesc Osasco (7/2, domingo, às 14h30 e 17h) e no Sesc Consolação (8/2, segunda, 12h30)

Bloco Mamãe eu Quero
carnaval criancas

O bloquinho, que se apresentou na semana passada na Praça Irmãos Karmann,vai fazer um repeteco no palco que a prefeitura vai armar no Largo da Batata.

Onde: Largo da Batata, Pinheiros
À partir das 17h


Domingo – 07/02

Oficina de máscaras de Carnaval
carnaval criancas

Está sem fantasia? Essa atividade para a família vai ensinar a confeccionar uma máscara para enfeitar seu Carnaval.

Onde: Sesc Ipiranga – Rua Bom Pastor, 822
Das 12h às 16h
Vagas limitadas, inscrição no local.

Matinê de Carnaval
A POIN – Pequena Orquestra Interativa – propõe um carnaval cheio de brincadeiras, com muito frevo e marchinhas alagoanas. A cada novo tema, as pessoas são convidadas a participar do espetáculo com os artistas.

Também haverá oficinas de máscara de carnaval às 13h, no mesmo local.

Onde: Parque da Água Branca – Espaço de Leitura – Av. Francisco Matarazzo, 455. Entrada também pela Rua Ministro Godói, 180.
15h

Carnaval do MAM – Oficina de frevo
Aprenda a dançar o ritmo com Jorge Fofão.

Onde: MAM – Parque do Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/n° – Em frente à escultura Aranha.
15h
Duração: 90 minutos. 
Oficina aberta, sem quantidade determinada de vagas.

Segunda – 08/02

Brincando o Carnaval
criancas carnaval

Os personagens da Cia. Burucutu contarão a história do Carnaval desde sua origem com o entrudo, no século XVII, passando pelo carnaval tradicional de salão, em que aparecem personagens clássicos como a Colombina, o Pierrot e o Arlequim, até o seu crescimento como festa popular e o surgimento dos primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos “corsos”, os antepassados dos carros alegóricos.

Onde: Sesc Vila Mariana – Rua Pelotas, 141 – Praça de Eventos
Das 11h às 12h30
Atenção: Apresentação se repete na terça (9).


Terça – 09/02

Carnaval Infantil Market Place
Carnaval criancas

Taí uma ótima opção de passeio para quem não quer encarar bloquinhos ao ar livre ou as matinês dos clubes. O shopping fará, em parceria com o blog For Mães, um bailinho com fanfarra, decoração temática e pintura facial.

Onde: Shopping Market Place – Praça dos cafés – piso superior
Das 14h às 19h
Atenção: O evento será dividido em sessões de 40 minutos, que acontecem às 14h; 15h; 16h; 17h e 18h. A capacidade de cada sessão é de 30 crianças. A permanência máxima de cada criança no evento é de 40 minutos.

Carnaval do MAM – Oficina de frevo
Aprenda a dançar o ritmo com Jorge Fofão.

Onde: MAM – Parque do Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/n° – Em frente à escultura Aranha.
15h
Duração: 90 minutos. 
Oficina aberta, sem quantidade determinada de vagas.

 

Fotos: Divulgação

0

Brincando no parquinho com segurança

Parquinho

O programa preferido dos meus filhos, que estão com um ano e nove meses, é com certeza brincar no parquinho. Eles adoram escorregador, balanço, gira-gira, subir as escadas para os brinquedos…

Leia também:
3 brincadeiras para fazer em dias de chuva
Brincar na areia é diversão garantida

Mas é preciso ficar atento: segundo a ONG Criança Segura, as quedas nos parquinhos representam a principal causa de hospitalização por acidente de crianças até 14 anos no Brasil.

Por isso, selecionei algumas dicas de segurança para prevenir problemas nesses ambientes. Essas orientações valem tanto para quem frequenta parquinhos públicos quanto para quem quer verificar se o playground do condomínio está seguro:

– Examine com atenção os parquinhos onde seus filhos brincam. Identifique os brinquedos apropriados para a idade deles e verifique se estão enferrujados, quebrados ou se as superfícies são perigosas. Denuncie qualquer problema ao órgão responsável;

– As superfícies e cantos de madeira devem ter acabamento liso, livre de lascas, rebarbas ou farpas. Verifique se não há bordas afiadas e pontas agudas;

– O parquinho deve ser instalado em piso que absorva impacto, como gramado, piso emborrachado ou areia fina. Os equipamentos jamais devem estar sobre piso de concreto ou pedra. O piso emborrachado é o mais seguro;

Tire o capuz e o cachecol das crianças para evitar o risco de estrangulamento nos parquinhos;

– Ensine seu filho a não empurrar ou dar puxões em
outras crianças;

– Mostre ao seu filho quais são os brinquedos apropriados para a idade dele;

– Crianças menores que brincam em equipamentos para os mais velhos têm mais chances de sofrer algum tipo de acidente. Elas devem estar sob constante supervisão de adultos;

– A regra é: quanto menor a criança, menor o brinquedo que ela deve utilizar. A criança deve ter acesso ao equipamento facilmente e, em um brinquedo mais baixo, o risco de se machucar gravemente é menor em casos de queda.

Parquinho

– Se você mora em prédio, verifique com o síndico se o parquinho passa por manutenção preventiva, com checagem de parafusos, encaixes e apertos, e se os brinquedos estão chumbados de maneira adequada;

Roscas de parafusos salientes devem ter acabamento de proteção. Os componentes não devem ter cantos afiados ou agudos ou protuberâncias que representem perigo para uma criança;

– Segundo norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABTN), o playground deve ter um livro de inspeção e passar por verificações diárias. Verifique se o seu condomínio segue essa regra;

– Outra norma é que os brinquedos devem estar separados por pelo menos 1,30m;

– Os equipamentos devem passar por uma inspeção certificada pelo fabricante pelo menos a cada ano;

A durabilidade dos brinquedos varia conforme o material: os de plástico duram, em média, três anos. Já os de plástico com estrutura metálica são mais resistentes, duram entre 15 e 20 anos. Os brinquedos de plástico esquentam com mais facilidade, então é preciso ponderar se eles não ficarão quentes demais caso sejam instalados em áreas descobertas. Veja também se há peças de metal nos brinquedos que podem esquentar demais e causar queimaduras.

– As caixas de areia devem ser cobertas durante o período em que o playground estiver fechado, para evitar que animais façam suas necessidades no local. Existem no mercado produtos para esterilização da areia, capazes de combater vermes, bactérias, vírus e fungos. Também é possível colocar uma areia especial atóxica, mais fácil de limpar e que atrai menos os animais.

Fontes: Criança Segura; Sindiconet e revista Direcional Condomínios

Fotos: Port San Diego e Naked Heart Foundation

1

Brincar na areia é diversão garantida

Brincar na areia

Que tal aproveitar esses dias de calor em pleno inverno para levar seu filho a um parque para brincar com areia?

Esse passatempo simples e acessível ajuda a desenvolver a coordenação motora e a trabalhar os sentidos. Faz a criança sentir diferentes texturas e explorar conceitos de profundidade, espaço, tamanho, formas e cheio e vazio.

Eis algumas atividades que você pode incentivar as crianças a fazer: colocar e retirar a areia de potes e baldes; cavar; empilhar e fazer montinhos; molhar a areia e construir coisas como castelos e animais, com a ajuda de formas; esconder objetos na areia e desenhar com palitos e galhos.

Fique atento a alguns cuidados para garantir uma diversão tranquila:

Pergunte ao pediatra quando seu bebê pode começar a brincar com areia. Alguns liberam a partir de um ano, outros podem  deixar antes…depende do médico e do desenvolvimento do seu filho.

– Procure um parque ou praia limpos e onde não haja circulação de cachorros e gatos que possam defecar na areia. As fezes de animais podem transmitir parasitas como o bicho geográfico.

– Fique atento: seu filho provavelmente vai tentar colocar a areia na boca nas primeiras vezes em que entrar em contato com ela.

– Algumas crianças não curtem sentir texturas diferentes das quais estão acostumadas, como água, grama e areia. Não force a barra e ajude seu filho a se acostumar com a novidade aos poucos.

– Não deixe a criança esfregar os olhos com as mãos sujas de areia. Se alguns grãos atingirem o olho, limpe-o com água. Se possível, lave com soro fisiológico, mas, se não tiver esse produto à mão, use água da torneira mesmo. Caso o olho fique vermelho ou a criança se queixe de dor, é melhor levar a um oftalmologista.

– Se seu filho ficar com muita areia grudada no corpo, tem uma dica que é tiro e queda: polvilhe talco pelas áreas sujas e espalhe com as mãos. Os grãos vão sair facilmente.

Fotos: Juliana Tiraboschi / Todos os direitos reservados

0

Incentivo para pequenos artistas

desenhar

Há alguns meses começamos a oferecer giz e papel para as crianças (Francisco e Manuela, gêmeos de 1 ano e sete meses) darem seus primeiros rabiscos.

Leia também:
A moda dos livros de colorir (e o que seu filho tem a ver com isso)
Três brinquedos baratos, simples e caseiros

É claro que, quase que imediatamente, nossas paredes ganharam uma decoração muito especial.

Foi então que ganhamos um presente maravilhoso: o Arte na Porta.
É um suporte para rolo de papel que é preso desenharpor ganchos na parte de cima da porta. O rolo fica estendido por cima da porta, que é protegida por um plástico que vem junto no kit.

As crianças adoram desenhar ali e, depois que instalamos o rolo, nossas paredes não foram mais foram rabiscadas. O refil para o suporte é vendido em papelarias e lojas de brinquedos.

Leia nesse outro post por que é importante incentivar as crianças a desenhar.

Veja um outro tipo de quadro de desenho para parede aqui e aprenda a fazer seu próprio rolo aqui.

Ah, se as suas paredes foram rabiscadas, não se preocupe. Consegui tirar tudo com a Esponja Mágica, vendida em supermercados (usei a da da Scotch-Brite, mas também já vi da Bombril). Também já ouvi falar que bicabornato de sódio misturado com um pouco de água limpa os rabiscos, mas não cheguei a testar a receita.

desenhar

 

Fotos: Juliana Tiraboschi / Todos os direitos reservados

3

3 brinquedos baratos, simples e caseiros

brinquedos baratos

De 24 a 30 de maio comemora-se a Semana Mundial do Brincar, evento promovido pela Aliança pela Infância. O foco do evento é lembrar os adultos sobre a necessidade de preservação e o respeito do tempo das crianças brincarem e estimular os pais a passarem tempo de qualidade com os filhos.

Leia também:
Lugar de bebê é no chão
Dicas para estimular seu filho a desenhar

Para comemorar a data, vou dar a dica de três “brinquedos” simples que estão fazendo o maior sucesso por aqui com meus gêmeos, Manuela e Francisco (1 ano e quatro meses), e que usam materiais que todo mundo tem em casa.

1 – Bolha de sabão
As crianças têm curtido muito correr atrás e estourar as bolhinhas. Se você não quiser comprar o produto pronto, pode fazer uma mistura de detergente de louça e água, em uma proporção de uma para quatro partes. Coloque essa solução em um recipiente e sopre com um canudo para fazer muitas bolhas. Ou faça uma varinha circular com um pedaço de arame para soltar as bolhas no ar.

2 – Caixas
Incrível como criança gosta de uma caixa, né? Se for grandona, que dê para entrar dentro, faz mais sucesso ainda. Se você não tiver nenhuma em casa, basta passar em qualquer supermercado e pedir uma vazia. Eles entram e saem da caixa mil vez, põe e tiram brinquedos de dentro dela…diversão garantida.

3 – Potes e colheres
Chico e Manu AMAM colheres. Vai entender. Dar uma colher e um potinho de plástico na mão deles é certeza de muitos minutos de distração. Eles brincam de fazer “papa” e ficam servindo a sua comdidinha imaginária para todo mundo.

Foto: Ryan Hyde / 88x31 (1)