0

Boneca Momo no YouTube Kids: fake news ou realidade?

Nesta semana pais e mães voltaram a se preocupar com uma história que tem ares de lenda urbana, mas que alguns juram que existe de verdade: a boneca Momo.

Momo

Captura de imagem do vídeo divulgado pelo site “Guff Dump”, sem nenhuma evidência de que foi encontrado no YouTube Kids

Alguns relatos começaram a reaparecer nesta semana de pessoas que disseram terem visto vídeos com a figura assustadora em vídeos inocentes do aplicativo YouTube Kids, como vídeos que ensinam a fazer slime. De acordo com esses relatos, a boneca Momo estaria ensinando as crianças a cometerem suicídio.

Segundo a coluna desta quarta-feira (20) de Sonia Racy no jornal “O Estado de São Paulo”, o Procon SP notificou o Google e o WhatsApp para que suspendam a veiculação de vídeos nos quais a personagem está inserida. “Chegou ao conhecimento do Procon-SP que vídeos voltados ao público infantil, veiculados no Youtube e WhatsApp, são interrompidos com inserções de uma animação em que uma personagem identificada como ‘Momo’ incita e demonstra práticas suicidas e ações violentas”, diz o comunicado.

O Procon deu às duas empresas um prazo de 48 horas, a partir desta quarta-feira, para prestar esclarecimentos sobre a fonte e a distribuição dos vídeos da boneca.

O YouTube, por sua vez, divulgou o seguinte esclarecimento: “Ao contrário dos relatos apresentados, não recebemos nenhuma evidência recente de vídeos mostrando ou promovendo o desafio Momo no YouTube Kids. Conteúdo desse tipo violaria nossas políticas e seria removido imediatamente. Também oferecemos a todos os usuários formas de denunciar conteúdo, tanto no YouTube Kids como no YouTube. O uso da plataforma por menores de 13 anos deve sempre ser feito pelo YouTube Kids e com supervisão dos pais ou responsáveis. É possível que a figura chamada de “Momo” apareça em vídeos no YouTube, mas somente naqueles que ofereçam um contexto sobre o ocorrido e estejam de acordo com nossas políticas. Para mais detalhes, vale consultar a página sobre Segurança Infantil no YouTube”.

Como o novo boato surgiu
Segundo o site E-Farsas, que se dedica a desmentir boatos na internet desde quando as pessoas ainda nem usavam o termo “fake news”, o ressurgimento das histórias sobre a Momo aconteceu em meados de fevereiro deste ano, quando a página no Facebook “Love Westhoughton”, dedicada a falar sobre uma cidade inglesa, publicou o relato de uma mãe dizendo que o filho tinha visto a Momo em um vídeo, mas sem citar o YouTube Kids.

Poucos dias depois, o jornal “The Manchester Evening News” reproduziu o relato, mas sem apresentar nenhuma evidência. A partir daí, a história foi sendo espalhada por outros jornais ingleses até chegar em veículos americanos. Até Kim Kardashian publicou um apelo ao YouTube para que retirassem o vídeo da Momo do site.

No fim de fevereiro, um site chamado “Guff Dump” publicou um vídeo da Momo em que a boneca, em inglês, dava instruções para crianças de como elas poderiam se automutilar com objetos cortantes. O vídeo aparece como se tivesse sido inserido dentro de outro vídeo com conteúdo voltado para crianças. Mas, de novo, não havia nenhuma evidência de que esse vídeo estivesse sendo veiculado dentro do YouTube Kids. Ou seja, pode ter sido apenas alguma montagem criada pelo próprio Guff Dump ou por outra pessoa.

Momo no Brasil
A história da Momo explodiu de novo no Brasil a partir do dia 15 deste mês, quando a revista Crescer publicou uma matéria em seu site que trazia o depoimento de uma mãe de Campinas que dizia ter recebido um vídeo da Momo no Whatsapp e que, ao conversar com a filha de oito anos, a menina teria dito que já viu a boneca macabra. Mas, de novo, não ficou esclarecido onde a menina viu a imagem, se foi no Whatsapp, no Facebook ou em algum outro site. Novamente não foi apresentada nenhuma evidência de vídeos da Momo no YouTube Kids.

Desde então surgiram relatos nos comentários do site da revista e também no Twitter de usuários brasileiros que dizem ter visto a Momo. Mas ainda sem links ou provas de que a Momo apareceu dentro dos vídeos infantis do YouTube Kids. Em entrevista à revista Crescer, em uma matéria posterior àquela que trazia o relato da mãe, o gerente de comunicação do YouTube Cauã Taborda dá uma possível explicação para os relatos: “As pessoas confundem o que é o YouTube Kids e o que é o YouTube convencional. Se um adulto estiver logado na sua conta do Youtube convencional e procurar por ‘Momo’, poderá, sim, encontrar vários vídeos em que ela aparece”, diz.

O blog Cabeça de Criança assistiu a vários vídeos no YouTube Kids e, por enquanto, não encontrou nenhuma imagem da boneca Momo inserida em vídeos voltados para crianças. Portanto, diante da falta de evidências, até o momento consideramos que essa história é fake news.

É claro que, se alguém fizer uma busca por “Momo” no Google ou no YouTube “adulto”, como explicou Cauã Taborda, essa pessoal vai encontrar diversas imagens e vídeos da boneca sinistra. É por isso que os pais devem sempre acompanhar o que os filhos assistem na internet, principalmente os menores. E devem controlar os sites que as crianças acessos, colocar filtros e bloqueios, enfim, ver junto e monitorar o tempo todo o que os filhos estão vendo.

Origem da Momo
Os primeiros relatos sobre a boneca Momo começaram a se espalhar no meio do ano passado. O boato era de que alguém se passando pela boneca contatava crianças e adolescentes pelo Whattsapp e propunha desafios que envolviam agressões, automutilações e até suicídio.

Existem até algumas matérias especulando uma ligação das mensagens da boneca a casos reais de suicídio, mais ou menos o mesmo que aconteceu com o tal “desafio da baleia azul”. Mas nenhuma conexão foi confirmada pelas polícias dos locais onde os suicídios ocorreram.

Ainda de acordo com o site E-Farsas, a imagem que deu origem à história da Momo é uma escultura de um metro de altura, criada em 2016, que foi apresentada em uma galeria de arte em Tóquio chamada “Vanilla Gallery”, em uma exposição sobre fantasmas. O artista que modelou a escultura, Keisuke Aiso, declarou que a jogou fora no ano passado e que não tem nenhuma relação com a disseminação dessas histórias pela internet.

Anúncios
0

Veja a programação dos bloquinhos infantis do Carnaval de São Paulo 2019

Já leu nossas dicas para pular Carnaval com crianças pequenas, com toda segurança e conforto que eles merecem?

Então agora é só escolher onde curtir a folia com os pequenos.

Selecionamos alguns dos bloquinhos/bailes mais legais que vão rolar na cidade de São Paulo entre sábado (2) e terça-feira (5), tudo gratuito:

Sábado – dia 02/03

* Bloco Berço Elétrico
Autodenominado o primeiro bloco para bebês, o Berço Elétrico promete diversão para a família com infraestrutura para atender aos pequenos.
Presença dos personagens Peppa e George Pig.

Horário: das 10h às 14h
Endereço: Av. Dona Helena Pereira de Moraes, 200

* Bloco Urubózinho
O “filhote” do Bloco Urubó, da Freguesia do Ó, nasceu em 2014 e traz um carnaval para as crianças com diversas atrações, além da música. A folia vai ter piscina de bolinha, brincadeiras de rua e show com palhaço.

Horário: das 9h às 12h
Endereço: Largo da Matriz de Nossa Senhora do Ó, 215
Sai também no domingo, dia 03/03

Domingo – 03/03

* Bloco Gente Miúda
O Bloquinho Gente Miúda foi idealizado pela cantora Kel Figueiredo e pelo ritmista Nenel Filho em meados de 2016 e já virou um dos blocos com repertório infantil mais procurados na cidade, atraindo um grande público. Prepare-se para encarar ruas cheias de foliões.

Horário: das 10h às 14h
Endereço: Sai da Av. Prof. Alfonso Bovero, 546, Perdizes

Segunda e terça – 04/03 e 05/03

* Carnaval com Lili Flor & Paulo Pixu
Os bailinhos de Carnaval do Sesc Vila Mariana costumam ser bem animados. Lili Flor & Paulo Pixu são músicos, narradores itinerantes e arte-educadores que há muito tempo pesquisam e atuam na área de educação, música, literatura, teatro e narração de histórias.

Horário: das 11h às 13h
Endereço: Rua Pelotas, 141, Vila Mariana
Acontece também na terça-feira, 05/03, no mesmo horário


* Bloco Sainha de Chita
O bloco traz temas musicais do universo infantil tocados nos ritmos e gêneros do Carnaval, como marchinha, frevo, ijexá, axé, carimbó e samba. São canções clássicas do Carnaval e composições autorais que abordam o sentimento infantil no meio da folia. Com o astral e a energia trazidos das ruas da Pompeia, onde sai todos os anos, o Sainha de Chita faz uma grande festa – e deposita toda a esperança no futuro da brincadeira. Os foliões são convidados a vestir roupas de chita para entrar no clima.

Horário: das 14h às 15h30
Endereço: Rua Pais Leme, 195
Acontece também na terça-feira, 05/03, no mesmo horário

0

Doar leite materno é mais simples do que parece

7022635257_01ca1b95f5_z

Na última semana comemorou-se a Semana Mundial do Aleitamento Materno, evento criado pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno para informar sobre como a amamentação está ligada à boa nutrição, segurança alimentar e redução da pobreza.

O que muita gente não sabe é que a mulher que amamenta e que produz um excedente de leite pode doar o alimento para um banco de leite. Ele será processado e encaminhado para bebês prematuros e de baixo peso internados em UTIs nos hospitais da cidade.

Em junho produzi uma série de três matérias para o Estadão falando sobre a importância de doar leite, esclarecendo mitos e explicando o passo a passo da doação:

Campanha estimula doação de leite materno
7 mitos sobre a doação de leite
Doação de leite materno: passo a passo 

O leite materno doado é a primeira opção para os bebês na UTI quando as próprias mães não podem amamentá-los por algum motivo. Por ser leite da espécie humana, ele é mais adequado do que as fórmulas baseadas em leite de vaca, que podem favorecer alergias. O leite humano também é rico em anticorpos. Ou seja, o bebê que recebe esse alimento durante sua internação está mais protegido de infecções, se recupera e ganha alta mais rapidamente do que os que não recebem. Leia mais aqui.

Algumas mães têm receio de que, se doarem, vai faltar leite para o próprio filho. Isso é um mito, já que o organismo regula a produção de leite conforme a demanda. Conheça outros mitos sobre doação de leite aqui.

Doar leite materno não é difícil. O primeiro passo é ligar para um banco de leite. A potencial doadora vai receber as primeiras orientações e vai receber uma visita de membros da equipe do banco, que vão explicar todo o procedimento. Basta cuidar da higiene, encontrar um lugar calmo para extrair o leite e armazená-lo de maneira correta. Clique aqui para ver o passo a passo completo.

Encontre o banco de leite mais próximo da sua casa neste site.

Foto: keatssycamore /  CC-BY-SA_icon.svg

0

Exposição sobre Frida Kahlo é feita sob medida para as crianças

Estreia neste sábado (11), em São Paulo, a exposição “Frida e Eu”. A mostra está sendo exibida na Unibes Cultural e conta a história da artista Frida Kahlo e é toda pensada para interessar e divertir as crianças.

De forma lúdica e interativa, os pequenos são introduzidos à arte ora colorida, ora soturna e enigmática da pintora. As crianças entendem como o grave acidente sofrido por Frida aos 18 anos mudou a sua vida e influenciou toda a sua arte. Também conhecem um pouco da história de sua família, de sua relação com a natureza e da paixão de Frida pelo marido, o também artista Diego Rivera.

Conheça um pouco mais da exposição:

IMG_20170309_135909063.jpg

Nessa estação as crianças podem montar seu próprio “auto-retrato”, grudando figuras ao redor de um espelho

 

IMG_20170309_140035514

Uma das atrações que as crianças mais curtem é o “esqueleto” de Frida. Ele mostra quais lugares do corpo ficaram machucados depois do acidente, provocando dores na pintora para o resto da vida, sofrimento que influenciou sua arte

 

IMG_20170309_140629923.jpg

Essa estação reproduz o cavalete adaptado, com um espelho do teto, que Frida usava quando começou a pintar seus auto-retratos. Seu pai adaptou o equipamento quando a artista sofreu o acidente e precisou ficar imobilizada na cama durante meses 

 

IMG_20170309_143353843

Aqui as crianças podem montar a árvore genealógica da família de Frida

 

Serviço:
Onde: Unibes Cultural – Rua Oscar Freire, 2500 – ao lado do metrô Sumaré
Horários: Segunda a sábado, das 10h30 às 19h30
Os ingressos custam entre R$ 12 e R$ 30. Às segundas-feiras a entrada é gratuita.

 

0

Programação light para o Carnaval 2017 em São Paulo

Todo mundo que mora em São Paulo já percebeu que, a cada ano, aumenta o número de blocos de Carnaval pela cidade. Tem para todos os gostos: infantil, tradicionais, de axé, de pagode e até de música eletrônica e rap.

Para sair do lugar comum e ajudar àqueles foliões que procuram eventos mais tranquilos e abrigados do sol forte para curtir com os pequenos, preparamos essas dicas de programas mais sossegados para quem quer fugir dos blocos de rua. Aproveite o feriado!


Sábado – 25/02

O Bailinho de Carnaval dos Bichos – Livraria Cultura do Shopping Iguatemi
304726_678064_floresta_03_arte___manhas_web_
A peça mostra os preparativos para o Carnaval na Floresta. A Joaninha está animada e já começou decorar a mata. Eis que surge o Macaco Maciel, que também pensou na comemoração e está enfeitando toda a floresta ao mesmo tempo em que a doce Joaninha. A floresta ainda mais colorida e festiva é um mistério para ambos, que ainda não se cruzaram. E agora? Como será a produção desta festa? Traga suas fantasias e descubra!

Serviço:
Dias: 25 e 26
Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 2232 – Jardim Paulistano – Livraria Cultura
Horários: às 15h e 17h
Senhas devem ser retiradas no local 30 minutos antes do início do espetáculo
Capacidade: 70 lugares
Entrada gratuita


Oficina Fantástico Gigante – Sesc Pompeia

boneco

Os participantes irão criar máscaras inspiradas por seres fantásticos e híbridos para incrementar a brincadeira do Carnaval. Com os artistas Gina Dinucci e Marcio Marianno. O Sesc Pompeia tem muitas outras atividades programadas para todos os dias do feriado. Vale a pena ver a programação aqui.

Serviço:
Dias: 25 a 28
Endereço: Rua Clélia, 93, Pompeia
Inscrições nas Oficinas de Criatividade, 30 minutos antes do início da atividade.  
Vagas limitadas
Entrada gratuita


Domingo – 26/02

Espetáculo Mamulengo – BuZum! no MIS
malulengo

O grupo explora o universo da cultura popular por meio do teatro de mamulengo, um fantoche típico do nordeste brasileiro, especialmente do estado de Pernambuco. Encenado dentro de um ônibus-teatro, o enredo envolve uma aventura de dois amigos em pleno carnaval pernambucano. João cai num poço e sua amiga Joana precisa salvá-lo. Para isso, ela conta com a ajuda de um papagaio e de diversos personagens típicos da cultura popular presentes no carnaval nordestino.

Serviço:
Dia: 26
Endereço: MIS – Av. Europa, 158
Horários: 10h30, 11h30, 12h, 14h, 14h30, 15h30, 16h30
Retirada de senha no local com 1h de antecedência

Capacidade: 40 pessoas por sessão
Entrada gratuita
Oficina de customização de máscaras e barangandão na praia urbana Pipa SP

pipasp

Foto: Dani Ortiz


Você sabia que São Paulo tem uma praia urbana? Ela foi inaugurada neste mês de fevereiro, em uma área de 2 mil m2 em plena região central da cidade. Há árvores centenárias, chuveiros, deck, sol, atividades esportivas e oficinas culturais, de dança e intervenções artísticas.

Nesse domingo serão duas atividades. Uma é a oficina de máscaras de Carnaval, que vai contar como surgiu esse adereço e estimular a criatividade da molecada.

A outra oficina vai ensinar a fazer um “barangandão”. Esse brinquedo popular mineiro feito de tiras coloridas estimula a coordenação motora das crianças e a construção do imaginário lúdico através da confecção do adereço e das brincadeiras coreografadas com movimentos que estimulam o exercício corporal e a imaginação.

Serviço:
Dia 26/02
Endereço: Rua Doutor Alfredo Ellis, 198 – Bixiga
Horário: das 10h às 17h
Valor: R$ 15 em dinheiro ou R$ 18 no cartão 


Segunda-feira – 27/02

Bandinha do Saci – Sesc Vila Mariana
carnaval-sesc-vila-mariana

Alguns integrantes do bloco carnavalesco curitibano Garibaldis e Sacis formaram a Bandinha do Saci para trazer ao público do Sesc o estilo do carnaval do sul do país, com marchinhas e cantigas tradicionais do universo infantil e carnavalesco.

Serviço:
Dias: 27 e 28/02
Endereço: Rua Pelotas, 141
Horário: 11h às 13h
Entrada gratuita


Carnaval no Pátio Paulista

Os mini foliões poderão pular em uma pista de dança, ao som de diversas marchinhas e músicas animadas comandadas por um DJ. Os pequenos ganharão um kit folia, com confetes e serpentinas, e as famílias também poderão fazer máscaras e maracas personalizadas. Guloseimas serão servidas e, para completar, o “Espelho Mágico” registrará a alegria da garotada em uma foto impressa, que pode será levada para a casa, como recordação.

Serviço:
Dias: 25 a 27 de fevereiro
Endereço: Rua 13 de maio, 1947
Horário: das 14h às 20h
Duração de sessão: 30 minutos
Capacidade: 14 crianças por sessão
Classificação: até 10 anos
Entrada gratuita


Terça-feira – 28/02

Confecção de máscaras de Carnaval no MAM
mam
O Museu de Arte Moderna de São Paulo preparou uma série de oficinas para comemorar o Carnaval. Na terça é dia de confeccionar máscaras bem coloridas para aproveitar o último dia do feriadão.

Serviço:
Dia 28/02
Horário: 14h

Endereço: Parque do Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portão 3 – Museu de Arte Moderna de São Paulo – na escultura da aranha
Vagas ilimitadas
Entrada gratuita

0

Os melhores estandes infantis da Bienal do Livro de São Paulo

Este é o último fim de semana da Bienal do Livro de São Paulo.

Se você vai ao evento, veja nossas dicas de estandes para comprar livros infantis e de atrações para os pequenos.

PARA COMPRAR

Top Livros
É o primeiro estande, logo na entrada da Bienal. São dois estandes, na verdade, um com qualquer livro por R$ 5, outro por R$ 10.
wp-image-351643483jpg.jpg

Ciranda Cultural
Essa editora tem livros muito bacanas, bem feitos. O estande deles na Bienal é grande e tem muitas opções a partir de R$ 5.
IMG_20160826_171921216[1].jpg

Reino dos Brinquedos
Também encontramos muitas opções interessantes de livro nesse estande, incluindo estes da Galinha Pintadinha por R$ 15.
IMG_20160902_170328751[1].jpg

Livro muito Barato (no mapa o nome do estande consta como Jodane Fantoches)
O nome já diz a que veio. É um estande pequeno, mas com boas opções de títulos infantis. Comprei um livro pop-up lindo por R$ 15, entre outras ofertas.
IMG_20160902_155429666[1].jpg

Disney
Aqui não tem muitas ofertas. Mas, para quem gosta dos filmes do estúdio, vale a pena dar uma passadinha.

PARA BRINCAR

Espaço da Turma da Mônica
O estande chama a atenção dos pequenos com sua Mônica gigante, painéis para desenhar, escorregadores e mini parede de escaladas. Prepare-se para enfrentar fila. As crianças também podem produzir seu próprio livro, por R$ 39,90.
IMG_20160902_165625686[1]
IMG_20160902_165601211[1]

Espaço Moana
Essa piscina de bolinhas tem o tema do novo filme da Disney, que vai estrear no dia 5 de janeiro. Também vá preparado para pegar alguma fila.
IMG_20160902_170230847[1].jpg

Espaços BiblioSESC Praça da Palavra e Praça de Histórias
Aqui nesses espaços estão rolando várias contações de histórias. Veja a programação completa aqui e aqui.

0

Prepare-se para amamentar seu bebê ainda na gravidez

5205274432_ab2c1efb51_z.jpg

O nascimento de um filho pode trazer muita insegurança para uma mulher, principalmente se ela for mãe de primeira viagem. Um dos principais motivos para essa insegurança é a amamentação. Acertar a pega da boca do bebê no seio, lidar com as dores e desconfortos nas primeiras semanas e ficar em dúvida se a quantidade de leite que a criança está mamando são alguns fatores que podem causar estresse na mãe.

Leia também:
Mitos e verdades sobre amamentação
Lugar de bebê é no chão

Para te ajudar a se preparar melhor para lidar com esse momento maravilhoso, mas muito desafiador e difícil, preparamos algumas dicas de coisas para fazer antes do bebê nascer. Lembrando que, entre 1 e 7 de agosto, se comemora a Semana Mundial de Aleitamento Materno.

1 – Marque uma consulta e converse com um pediatra ANTES do bebê nascer, para tirar suas dúvidas sobre amamentação. Por volta da 32ª semana é um bom momento. É bacana também procurar um profissional especializado em aleitamento materno, como uma enfermeira da área. Bancos de leite e maternidades da sua região podem indicar pessoas.

2 – Antes de decidir onde você vai ter seu filho, procure saber se a maternidade é amiga da amamentação, ou seja, se permite que o bebê fique junto com a mãe durante a internação e se seus profissionais orientam as mães a respeito do aleitamento. Procure saber se os médicos permitem e incentivam a amamentação na primeira hora de nascimento do bebê, o que é importante para a descida do leite e para fortalecer o vínculo afetivo com a mãe.

3 – Se você tiver mamilos planos ou invertidos e alguém te disser que você não vai conseguir amamentar por causa disso, fuja dessa pessoa. Existem no mercado conchas especiais que ajudam a formar o bico do seio. Além disso, a pega correta pressupõe que o bebê abocanhe a aréola toda, não só o mamilo (aliás, se ele pegar só o mamilo, vai doer bastante). Então não ter um mamilo saliente não vai impedir a amamentação.

4 – Se você quiser e tiver um espaço para isso, pode tomar sol nos seios durante a gestação. Isso ajuda a fortalecer a pele dos mamilos. Evite o período entre 11h e 16h.

5 – Procure vídeos no YouTube que mostrem como é a pega correta do bebê no seio. Uma das orientações é segurar o peito formando um “C”, ajudando a criança a abocanhar o mamilo e grande parte da aréola. Outra dica é aprender a fazer a ordenha manual quando o peito está muito cheio, para fazer a pega. É importante aprender essas técnicas antes do parto. Veja como é a ordenha:


6 – Quando for planejar o quarto do bebê, pense se você vai ter um lugar confortável para amamentar. Algumas acham que uma poltrona de amamentação é um trambolho dispensável, outras pensam ser um móvel fundamental. Eu, particularmente, usei muito minha poltrona. Principalmente nas primeiras semanas/meses, você vai precisar de um lugar bastante confortável para amamentar. Primeiro porque ainda está pegando o jeito, segundo porque você vai passar muitas horas do dia e da noite fazendo isso (depois a gente se acostuma a amamentar no sofá, na cama, de pé, de qualquer jeito). A poltrona ajuda muito por dar apoio aos braços da mãe. Também vale a pena comprar uma almofada de amamentação, que mais para frente também pode servir para ajudar a apoiar as costas do bebê no chão, quando ele estiver aprendendo a sentar.

Fontes: Luciana Herrero, pediatra; Cartilha de Amamentação Fraldas Capricho

Foto: Al van Akker88x31 (2)