0

Exposição sobre Frida Kahlo é feita sob medida para as crianças

Estreia neste sábado (11), em São Paulo, a exposição “Frida e Eu”. A mostra está sendo exibida na Unibes Cultural e conta a história da artista Frida Kahlo e é toda pensada para interessar e divertir as crianças.

De forma lúdica e interativa, os pequenos são introduzidos à arte ora colorida, ora soturna e enigmática da pintora. As crianças entendem como o grave acidente sofrido por Frida aos 18 anos mudou a sua vida e influenciou toda a sua arte. Também conhecem um pouco da história de sua família, de sua relação com a natureza e da paixão de Frida pelo marido, o também artista Diego Rivera.

Conheça um pouco mais da exposição:

IMG_20170309_135909063.jpg

Nessa estação as crianças podem montar seu próprio “auto-retrato”, grudando figuras ao redor de um espelho

 

IMG_20170309_140035514

Uma das atrações que as crianças mais curtem é o “esqueleto” de Frida. Ele mostra quais lugares do corpo ficaram machucados depois do acidente, provocando dores na pintora para o resto da vida, sofrimento que influenciou sua arte

 

IMG_20170309_140629923.jpg

Essa estação reproduz o cavalete adaptado, com um espelho do teto, que Frida usava quando começou a pintar seus auto-retratos. Seu pai adaptou o equipamento quando a artista sofreu o acidente e precisou ficar imobilizada na cama durante meses 

 

IMG_20170309_143353843

Aqui as crianças podem montar a árvore genealógica da família de Frida

 

Serviço:
Onde: Unibes Cultural – Rua Oscar Freire, 2500 – ao lado do metrô Sumaré
Horários: Segunda a sábado, das 10h30 às 19h30
Os ingressos custam entre R$ 12 e R$ 30. Às segundas-feiras a entrada é gratuita.

 

0

Programação light para o Carnaval 2017 em São Paulo

Todo mundo que mora em São Paulo já percebeu que, a cada ano, aumenta o número de blocos de Carnaval pela cidade. Tem para todos os gostos: infantil, tradicionais, de axé, de pagode e até de música eletrônica e rap.

Para sair do lugar comum e ajudar àqueles foliões que procuram eventos mais tranquilos e abrigados do sol forte para curtir com os pequenos, preparamos essas dicas de programas mais sossegados para quem quer fugir dos blocos de rua. Aproveite o feriado!


Sábado – 25/02

O Bailinho de Carnaval dos Bichos – Livraria Cultura do Shopping Iguatemi
304726_678064_floresta_03_arte___manhas_web_
A peça mostra os preparativos para o Carnaval na Floresta. A Joaninha está animada e já começou decorar a mata. Eis que surge o Macaco Maciel, que também pensou na comemoração e está enfeitando toda a floresta ao mesmo tempo em que a doce Joaninha. A floresta ainda mais colorida e festiva é um mistério para ambos, que ainda não se cruzaram. E agora? Como será a produção desta festa? Traga suas fantasias e descubra!

Serviço:
Dias: 25 e 26
Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 2232 – Jardim Paulistano – Livraria Cultura
Horários: às 15h e 17h
Senhas devem ser retiradas no local 30 minutos antes do início do espetáculo
Capacidade: 70 lugares
Entrada gratuita


Oficina Fantástico Gigante – Sesc Pompeia

boneco

Os participantes irão criar máscaras inspiradas por seres fantásticos e híbridos para incrementar a brincadeira do Carnaval. Com os artistas Gina Dinucci e Marcio Marianno. O Sesc Pompeia tem muitas outras atividades programadas para todos os dias do feriado. Vale a pena ver a programação aqui.

Serviço:
Dias: 25 a 28
Endereço: Rua Clélia, 93, Pompeia
Inscrições nas Oficinas de Criatividade, 30 minutos antes do início da atividade.  
Vagas limitadas
Entrada gratuita


Domingo – 26/02

Espetáculo Mamulengo – BuZum! no MIS
malulengo

O grupo explora o universo da cultura popular por meio do teatro de mamulengo, um fantoche típico do nordeste brasileiro, especialmente do estado de Pernambuco. Encenado dentro de um ônibus-teatro, o enredo envolve uma aventura de dois amigos em pleno carnaval pernambucano. João cai num poço e sua amiga Joana precisa salvá-lo. Para isso, ela conta com a ajuda de um papagaio e de diversos personagens típicos da cultura popular presentes no carnaval nordestino.

Serviço:
Dia: 26
Endereço: MIS – Av. Europa, 158
Horários: 10h30, 11h30, 12h, 14h, 14h30, 15h30, 16h30
Retirada de senha no local com 1h de antecedência

Capacidade: 40 pessoas por sessão
Entrada gratuita
Oficina de customização de máscaras e barangandão na praia urbana Pipa SP

pipasp

Foto: Dani Ortiz


Você sabia que São Paulo tem uma praia urbana? Ela foi inaugurada neste mês de fevereiro, em uma área de 2 mil m2 em plena região central da cidade. Há árvores centenárias, chuveiros, deck, sol, atividades esportivas e oficinas culturais, de dança e intervenções artísticas.

Nesse domingo serão duas atividades. Uma é a oficina de máscaras de Carnaval, que vai contar como surgiu esse adereço e estimular a criatividade da molecada.

A outra oficina vai ensinar a fazer um “barangandão”. Esse brinquedo popular mineiro feito de tiras coloridas estimula a coordenação motora das crianças e a construção do imaginário lúdico através da confecção do adereço e das brincadeiras coreografadas com movimentos que estimulam o exercício corporal e a imaginação.

Serviço:
Dia 26/02
Endereço: Rua Doutor Alfredo Ellis, 198 – Bixiga
Horário: das 10h às 17h
Valor: R$ 15 em dinheiro ou R$ 18 no cartão 


Segunda-feira – 27/02

Bandinha do Saci – Sesc Vila Mariana
carnaval-sesc-vila-mariana

Alguns integrantes do bloco carnavalesco curitibano Garibaldis e Sacis formaram a Bandinha do Saci para trazer ao público do Sesc o estilo do carnaval do sul do país, com marchinhas e cantigas tradicionais do universo infantil e carnavalesco.

Serviço:
Dias: 27 e 28/02
Endereço: Rua Pelotas, 141
Horário: 11h às 13h
Entrada gratuita


Carnaval no Pátio Paulista

Os mini foliões poderão pular em uma pista de dança, ao som de diversas marchinhas e músicas animadas comandadas por um DJ. Os pequenos ganharão um kit folia, com confetes e serpentinas, e as famílias também poderão fazer máscaras e maracas personalizadas. Guloseimas serão servidas e, para completar, o “Espelho Mágico” registrará a alegria da garotada em uma foto impressa, que pode será levada para a casa, como recordação.

Serviço:
Dias: 25 a 27 de fevereiro
Endereço: Rua 13 de maio, 1947
Horário: das 14h às 20h
Duração de sessão: 30 minutos
Capacidade: 14 crianças por sessão
Classificação: até 10 anos
Entrada gratuita


Terça-feira – 28/02

Confecção de máscaras de Carnaval no MAM
mam
O Museu de Arte Moderna de São Paulo preparou uma série de oficinas para comemorar o Carnaval. Na terça é dia de confeccionar máscaras bem coloridas para aproveitar o último dia do feriadão.

Serviço:
Dia 28/02
Horário: 14h

Endereço: Parque do Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portão 3 – Museu de Arte Moderna de São Paulo – na escultura da aranha
Vagas ilimitadas
Entrada gratuita

0

Os melhores estandes infantis da Bienal do Livro de São Paulo

Este é o último fim de semana da Bienal do Livro de São Paulo.

Se você vai ao evento, veja nossas dicas de estandes para comprar livros infantis e de atrações para os pequenos.

PARA COMPRAR

Top Livros
É o primeiro estande, logo na entrada da Bienal. São dois estandes, na verdade, um com qualquer livro por R$ 5, outro por R$ 10.
wp-image-351643483jpg.jpg

Ciranda Cultural
Essa editora tem livros muito bacanas, bem feitos. O estande deles na Bienal é grande e tem muitas opções a partir de R$ 5.
IMG_20160826_171921216[1].jpg

Reino dos Brinquedos
Também encontramos muitas opções interessantes de livro nesse estande, incluindo estes da Galinha Pintadinha por R$ 15.
IMG_20160902_170328751[1].jpg

Livro muito Barato (no mapa o nome do estande consta como Jodane Fantoches)
O nome já diz a que veio. É um estande pequeno, mas com boas opções de títulos infantis. Comprei um livro pop-up lindo por R$ 15, entre outras ofertas.
IMG_20160902_155429666[1].jpg

Disney
Aqui não tem muitas ofertas. Mas, para quem gosta dos filmes do estúdio, vale a pena dar uma passadinha.

PARA BRINCAR

Espaço da Turma da Mônica
O estande chama a atenção dos pequenos com sua Mônica gigante, painéis para desenhar, escorregadores e mini parede de escaladas. Prepare-se para enfrentar fila. As crianças também podem produzir seu próprio livro, por R$ 39,90.
IMG_20160902_165625686[1]
IMG_20160902_165601211[1]

Espaço Moana
Essa piscina de bolinhas tem o tema do novo filme da Disney, que vai estrear no dia 5 de janeiro. Também vá preparado para pegar alguma fila.
IMG_20160902_170230847[1].jpg

Espaços BiblioSESC Praça da Palavra e Praça de Histórias
Aqui nesses espaços estão rolando várias contações de histórias. Veja a programação completa aqui e aqui.

0

Prepare-se para amamentar seu bebê ainda na gravidez

5205274432_ab2c1efb51_z.jpg

O nascimento de um filho pode trazer muita insegurança para uma mulher, principalmente se ela for mãe de primeira viagem. Um dos principais motivos para essa insegurança é a amamentação. Acertar a pega da boca do bebê no seio, lidar com as dores e desconfortos nas primeiras semanas e ficar em dúvida se a quantidade de leite que a criança está mamando são alguns fatores que podem causar estresse na mãe.

Leia também:
Mitos e verdades sobre amamentação
Lugar de bebê é no chão

Para te ajudar a se preparar melhor para lidar com esse momento maravilhoso, mas muito desafiador e difícil, preparamos algumas dicas de coisas para fazer antes do bebê nascer. Lembrando que, entre 1 e 7 de agosto, se comemora a Semana Mundial de Aleitamento Materno.

1 – Marque uma consulta e converse com um pediatra ANTES do bebê nascer, para tirar suas dúvidas sobre amamentação. Por volta da 32ª semana é um bom momento. É bacana também procurar um profissional especializado em aleitamento materno, como uma enfermeira da área. Bancos de leite e maternidades da sua região podem indicar pessoas.

2 – Antes de decidir onde você vai ter seu filho, procure saber se a maternidade é amiga da amamentação, ou seja, se permite que o bebê fique junto com a mãe durante a internação e se seus profissionais orientam as mães a respeito do aleitamento. Procure saber se os médicos permitem e incentivam a amamentação na primeira hora de nascimento do bebê, o que é importante para a descida do leite e para fortalecer o vínculo afetivo com a mãe.

3 – Se você tiver mamilos planos ou invertidos e alguém te disser que você não vai conseguir amamentar por causa disso, fuja dessa pessoa. Existem no mercado conchas especiais que ajudam a formar o bico do seio. Além disso, a pega correta pressupõe que o bebê abocanhe a aréola toda, não só o mamilo (aliás, se ele pegar só o mamilo, vai doer bastante). Então não ter um mamilo saliente não vai impedir a amamentação.

4 – Se você quiser e tiver um espaço para isso, pode tomar sol nos seios durante a gestação. Isso ajuda a fortalecer a pele dos mamilos. Evite o período entre 11h e 16h.

5 – Procure vídeos no YouTube que mostrem como é a pega correta do bebê no seio. Uma das orientações é segurar o peito formando um “C”, ajudando a criança a abocanhar o mamilo e grande parte da aréola. Outra dica é aprender a fazer a ordenha manual quando o peito está muito cheio, para fazer a pega. É importante aprender essas técnicas antes do parto. Veja como é a ordenha:


6 – Quando for planejar o quarto do bebê, pense se você vai ter um lugar confortável para amamentar. Algumas acham que uma poltrona de amamentação é um trambolho dispensável, outras pensam ser um móvel fundamental. Eu, particularmente, usei muito minha poltrona. Principalmente nas primeiras semanas/meses, você vai precisar de um lugar bastante confortável para amamentar. Primeiro porque ainda está pegando o jeito, segundo porque você vai passar muitas horas do dia e da noite fazendo isso (depois a gente se acostuma a amamentar no sofá, na cama, de pé, de qualquer jeito). A poltrona ajuda muito por dar apoio aos braços da mãe. Também vale a pena comprar uma almofada de amamentação, que mais para frente também pode servir para ajudar a apoiar as costas do bebê no chão, quando ele estiver aprendendo a sentar.

Fontes: Luciana Herrero, pediatra; Cartilha de Amamentação Fraldas Capricho

Foto: Al van Akker88x31 (2)

 

 

0

Programação infantil gratuita para 11 e 12 de junho de 2016, em SP

Dá uma olhada nos eventos bacanas que selecionamos para você curtir o fim de semana:

Oficina de pintura em tela
Oficina_Frei.jpg

O Shopping Frei Caneca promove uma oficina divertida e criativa para explorar o lado artístico da garotada. Os pequenos poderão criar obras de arte com colagem e pintura em tela. Os participantes poderão utilizar diversos materiais para customizar seu quadro.

Serviço:
Onde: Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca, 569 – Espaço Kids – Piso 2
Quando: 11 e 12 de junho
Horário: Sábados das 12h às 20h e domingos das 14h às 20h
Faixa etária: De 3 a 12 anos
Entrada gratuita

Workshop de instrumentos musicais + Show Beatles para Crianças

Beatles-Karina_Sousa

Foto: Karina Sousa

Às 14h os músicos e arte-educadores Fabio Freire, Gabriel Manetti, Edu Puperi, Johnny Frateschi e Humberto Zigler utilizam materiais inusitados para construir instrumentos curiosos, como a flauta de mangueira e o “beliscofone”.

Depois, às 16h, os mesmos músicos sobem ao palco para apresentar clássicos do quarteto de Liverpool. Crianças e adultos são chamados ao palco para cantar e tocar junto com a banda, e o show se transforma numa festa.

Serviço:
Workshop de instrumentos musicais
Quando: 11 e 12 de junho
Onde: Itaú Cultural – Av. Paulista, 149
Horário: 14h
Duração: 90 minutos
Entrada gratuita – vagas para 20 crianças + acompanhantes – inscrições com meia hora de antecedência, por ordem de chegada

Show Beatles para Crianças

Quando: 11 e 12 de junho
Onde: Itaú Cultural – Av. Paulista, 149
Horário: 16h
Duração: 60 minutos
Entrada gratuita – 130 lugares – ingressos distribuídos a partir das 14h


Festa junina São João de Nóis Tudim

sao_joao.png
O Centro de Tradições Nordestinas convida o público a experimentar a diversidade e riqueza de experiências que permeiam a cultura popular da festa de São João.
A festa terá em sua programação trios pé-de-serra, conjuntos de forró, grupos folclóricos, quadrilhas, aulas de dança, peças teatrais, jogos, brincadeiras, feira de artesanato, parque de diversões e camarim caipira.

Quitutes como pamonha, canjica, milho, cuscuz, pipoca e bolo de milho estarão à disposição, além de 10 restaurantes do CTN, que oferecem uma diversidade de sabores de cada estado nordestino.

Serviço:
Onde: Centro de Tradições Nordestinas – Rua Jacofer, 615, Bairro do Limão
Quando: de 11 até 26 de junho
Horário: a partir das 13h
Entrada gratuita

 
Filme “Angry Birds” de graça no Shopping Iguatemi
Cinema_iguatemi.jpg

O shopping abre suas salas de cinema para uma divertida sessão com os pequenos. Adaptado do game, o filme conta história dos pássaros Red, Chuck e Bomba, que terão de enfrentar porquinhos verdes que invadem a ilha onde vivem.

Serviço:
Onde: Shopping Iguatemi – Av. Brigadeiro Faria Lima
Quando: 11 de junho
Horário: 10h30
Entrada gratuita – Sujeito à lotação das salas – acesso pela garagem Maffei Vita


Estação MasterChef Junior Brasil
Master_chef_junior.jpg

A exposição interativa inspirada no programa de TV vai colocar os pequenos visitantes em  contato com o mundo da gastronomia de maneira divertida, por meio de sete estações temáticas: “Como se tornar um chefe”, “O look do chef”, “Conheça os Indispensáveis”, “Os facilitadores”, “Descobrindo o mundo de aromas e sabores” e “As vedetes da cozinha”. Após passarem por um labirinto, as crianças poderão preparar canapés na famosa e desejada cozinha MasterChef, sempre atentos ao cronômetro, igual ao do programa. No final, os pais são convidados para experimentar os quitutes.

Serviço:
Onde: Shopping Market Place – Av. Doutor Chucri Zaidan, 902
Quando: Até 16 de junho
Horários: Segunda a sexta, das 14h às 20h; sábados, domingos e feriados, das 12h às 20h
Entrada gratuita – mediante preenchimento de cadastro e por ordem de chegada

0

Programação infantil em São Paulo para 9 e 10 de abril

Pronto para mais um fim de semana com a criançada? Veja nossas sugestões de eventos gratuitos:

Fim de semana da família no Itaú Cultural
Itau

O evento traz duas atrações para os pequenos. Na oficina Estação de Animação, educadores vão mostrar às crianças como criar uma animação a partir de uma história própria.

O espetáculo Cabeça de Vento traz música, desenho e teatro de sombras para contar as aventuras de um menino pelo mundo. Na apresentação os espectadores participam dos rumos da narrativa, que mais parece brincadeira e é guiada por Sérgio Serrano, um dos fundadores da Companhia Ópera na Mala.

Serviço:
Oficina Estação de Animação

Dias 9 e 10, sábado e domingo
14h (duração aproximada: 60 minutos)
Entrada gratuita. Inscrições no local
Itaú Cultural – piso térreo – Av. Paulista, 149

Espetáculo Cabeça de Vento
Dias 9 e 10, sábado e domingo
16h (duração aproximada: 60 minutos)
Entrada gratuita − ingressos distribuídos a partir das 14h
Itaú Cultural – Sala Multiuso (piso 2) – Av. Paulista, 149


Domingo no pátio

O shopping Pátio Paulista estão lançando o programa “Domingo no Pátio”, que oferecerá ao público uma programação de lazer e entretenimento para a família. A ação visa integrar o estabelecimento à Avenida Paulista que, desde o final do ano passado, é aberta aos pedestres todos os domingos, das 9h às 17h.

Neste domingo o shopping promove uma sessão gratuita do flmes “A Lenda de Oz”. Os participantes ainda ganham pipoca e refrigerante.

Serviço:
10 de abril – domingo
11h
Gratuito. Inscrições pelo telefone (11) 3191-1100 ou e-mail marketingpta@shoppingpaulista.com.br.
Shopping Paulista – Rua 13 de Maio, 1947.

 

Oficina musical

Musica_sesc
O projeto Música-Experiência, do Sesc Pinheiros, abre espaço para toda a família experimentar a intervenção, a interação e a criação musical. O músico e educador Edbrass Brasil vai conduzir a brincadeira. Por meio da exploração de objetos sonoros diversos, os participantes montarão uma pequena sinfonia para uma história que será contada e sonorizada coletivamente, com sons produzidos por objetos sonoros, sons pré-gravados e sons do corpo.

Serviço:
10 de abril – domingo
13h às 14h30
Gratuito. Inscrições no dia e local. Vagas limitadas.
Sesc Pinheiros – Rua Pais Leme, 195

 

0

Dicas para passar pela adaptação escolar sem traumas

marc_van_der_chijs.jpg

Nessa época do ano muitas crianças iniciam uma etapa muito importante do crescimento: a vida escolar. Algumas lidam mais facilmente com essas mudanças. Outras precisam de mais paciência, apoio e bastante conversa.

Leia também:
Em busca da escola ideal
Em busca da escola ideal – Parte 2

Conversamos com Silvia Colello, professora na graduação e pós-graduação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, para saber quais são as dicas dela para passar por esse processo da maneira mais tranquila possível:

Idade
Não existe idade certa para entrar na escola. Depende da necessidade e disponibilidade dos pais (ou de outra pessoa responsável, como avó ou babá) para cuidar da criança, da qualidade do estímulo oferecido, do espaço que seu filho tem para brincar e se desenvolver, do nível de interação que ele tem com outras crianças e até do temperamento. Para Silvia Colello, a idade média ideal seria de 3 anos de idade. Isso não significa que uma criança mais nova vai sofrer por começar a frequentar a escola mais cedo. Cada caso é um caso. “Mas eu considero que uma criança que entra com 4 anos já está com uma defasagem social, de entender uma hierarquia e obedecer regras”, afirma Silvia. Segundo a professora, acreditar que a escola infantil é um lugar apenas para a criança brincar e não levar a sério o trabalho pedagógico é um equívoco.

A escolha da escola
Quando estiver pesquisando escolas, leve seu filho nas visitas sempre que possível. Explique para ele o que é aquele lugar. Observe o comportamento da criança e o acolhimento que ela terá da diretora, coordenadora, professores ou de outra pessoa que te atender. “Existem escolas indiferentes, que negociam os termos no balcão da secretaria, e aquelas cujos profissionais conversam com a criança, interagem, chamam para brincar etc.”, diz Silvia. Nem precisa dizer qual dessas é mais bacana para o aluno, certo?

A adaptação em si
Cada escola tem suas regras. Mas, em geral, o processo começa com a criança ficando na escola por um período mais curto e com a presença de um dos pais ou responsáveis. O adulto pode ficar junto na sala ou num ambiente ao lado, dependendo da desenvoltura da criança. O período de permanência vai aumentando gradativamente. Depois de alguns dias, é hora da criança ficar sozinha na escola. O responsável sai de cena e a escola telefona caso o filho não fique bem. Principalmente nos primeiros dias, é importante que os pais cheguem no horário certo para buscar a criança, ou até um pouco antes, para que seu filho não veja os amigos indo embora e fique por último.

Portas abertas
A escola tem que ser aberta aos pais. A criança não pode sentir que a mãe ou o pai estão sendo “expulsos” do local. O ideal é que, nos primeiros dias, o responsável possa entrar na sala junto e explicar à criança que ali é o lugar onde ela vai ficar. A sala de aula deve ser um ambiente atraente, com brinquedos e material como massinha e giz disponíveis. Mas, mesmo que os pais fiquem juntos na sala nos primeiros dias, eles devem transmitir para a criança que aquele é o domínio da professora. Fique na sua, não proponha atividades e nem assuma o papel do professor.

Segurança
A mãe e o pai devem passar confiança à criança. Não adianta falar para a criança entrar na sala e continuar segurando ela (coisas que às vezes os pais fazem sem perceber). Também não pergunte se a criança quer que você fique mais um pouquinho se ela estiver segura e tranquila. Não diga ao seu filho que ele precisa ficar na escola porque você tem que trabalhar. Fale que ele vai ficar lá porque vai ser bom para ele, porque vai brincar e aprender coisas novas.

Sem forçar
Tanto a escola quanto os pais tem de ter muita paciência durante a adaptação. Deixar que a professora tire a criança do seu colo na marra, principalmente se ela estiver chorando, não é o melhor caminho. “A escola tem de conquistar a criança pelo lado lúdico, pelo encantamento, pela possibilidade de brincar com outras crianças”, diz Silvia. Se a criança chora muito, o jeito é conversar mais com ela e passar mais tempo na adaptação,com a presença dos pais na escola se necessário (o responsável pode ficar em outro ambiente, mas por perto). Converse com a coordenadora para saber se a escola tem flexibilidade de permitir que a adaptação se estenda além do padrão caso seja necessário. Ouça o que a criança tem a dizer e tente entender o que a incomoda. Às vezes uma coisa que parece boba para um adulto pode causar grande angústia para uma criança. Em último caso, não tenha medo de mudar de escola e começar tudo de novo.

Seja assíduo
Como muitos pais não valorizam tanto o processo pedagógico na educação infantil, muita gente acha que não tem problema faltar na aula com frequência. Isso é um erro, segundo Silvia Colello. Faltar muito quebra a rotina da escola e pode passar um sentimento de insegurança para a criança.

Sem vitimização
Cuidado com o jeito como você fala sobre a escola na frente da criança. Nunca diga coisas como “Coitadinho, tão pequeno e tem que ir para a escola”. Fale sobre a escola como um lugar interessante, onde ela vai brincar, aprender e conhecer novos amigos.

Divergências longe da criança
Além de não tratar a escola como uma penalização, tome cuidado também para não externar quaisquer divergências com professoras ou coordenação na frente da criança. Seu filho não deve achar que você se sente inseguro em relação à instituição. Se tiver problemas, converse com os responsáveis longe dos ouvidos da criança.