0

Aprenda a fazer uma saia de tule para o Dia das Bruxas

Brincar de fantasia é uma das coisas mais bacanas da infância. Incorporar personagens, inventar histórias e viver aventuras imaginárias aguça a criatividade das crianças e ajuda também na interação e desenvolvimento das habilidades sociais e emocionais.

Leia também:
3 brinquedos baratos, simples e caseiros
Sugestões de presentes baratos para crianças

Datas comemorativas como o Halloween são uma ótima oportunidade para deixar a fantasia tomar conta da garotada.

Por isso, vamos ensinar como fazer uma saia de tule super fácil, sem costura, para compor uma fantasia de bruxinha.

A mesma técnica serve para fazer tutu de bailarina, fantasia de fada ou o que mais a sua imaginação quiser.

Veja o passo a passo:

wp-image-2123004650jpg.jpg

Você vai precisar de:
– Tule (usamos preto, roxo e laranja) – usamos uns 3 a 4 metros para fazer uma saia curta para uma menina de três anos. Para fazer uma peça mais longa ou volumosa que a nossa, você vai precisar de mais tecido.

Dica: não é muito fácil encontrar tule colorido. Em São Paulo, você acha nas lojas de tecido da região da 25 de Março. Se o centro for fora de mão para você, uma ótima alternativa é a loja Center Fabril, na rua Traipu, 50, Pacaembu.

– Elástico para cós (encontrado em lojas de aviamento ou de tecido). Usamos um grosso, mas pode ser um fino
– Tesoura
– Fita métrica
– Almofada

2
img_20161027_093218446

Meça o tamanho do elástico que você vai precisar na cintura da criança. Corte um pedaço um pouco maior, para dar espaço para o nó. É melhor sobrar um pouco do que faltar. Se no final a saia ficar um pouco larga, é só soltar o nó e apertar mais.
Amarre o elástico na almofada. Ela vai servir de apoio.

3

IMG_20161027_093334037.jpg

Calcule o comprimento de saia que você vai querer e corte tiras com o dobro desse tamanho.

4
IMG_20161027_094305691.jpg

Corte várias tiras nas cores desejadas. Não tem um número certo. Quanto mais tiras você colocar, mas cheia e com a cor mais viva a saia vai ficar. Calculamos uma largura de uns três a quadro dedos para cada tira, mas se quiser uma peça mais delicada, pode fazer com faixas mais finas. Não se preocupe se elas não ficarem exatamente iguais no comprimento e na largura. Aliás, para a fantasia de bruxa até achamos que fica interessante deixar uma certa assimetria, com algumas tiras mais curtas entre as mais longas. Mas você pode deixar a saia mais retinha, se preferir.

5


img_20161027_094439993

Comece a amarrar as fitas. Pegue uma delas, dobre ao meio e passe por baixo do elástico, deixando um “arco” em cima.

6


img_20161027_094452847

Pegue as pontas, passe por dentro do arco e puxe, formando um nó.

7


img_20161027_094739631

Vá amarrando as tiras e alternando as cores.

8

img_20161027_094919137

Sua saia vai ficar assim. Depois de pronta, experimente a saia na criança e, se necessário, aperte ou solte o nó para ajustar. Não se esqueça de cortar as pontas do nó. Você pode também amarrar algumas tiras de cetim entre as de tule, para dar um charme a mais, e cobrir o nó com uma faixinha de cetim ou tule.

9


img_20161027_100149925

Pronto! É só combinar a saia com um collant ou camiseta preta ou roxa e sua bruxinha está pronta para a festa. Você pode também acrescentar um chapéu e/ou uma capa.

0

Programação gratuita de Dia das Crianças 2016

Semana passada demos dicas de presentes baratinhos e bacanas para mimar seus pequenos neste Dia das Crianças.

Leia também:
Sugestões de presentes baratos para o Dia das Crianças

Agora é hora de falar de eventos legais para curtir esse 12 de outubro com a garotada. Veja nossas sugestões, tudo com entrada gratuita:

1 – Os Saltimbancos
tiete_tieteatrinho_banner_saltimbancos_450x315p
Inspirada no conto dos irmãos Grimm “Os Músicos de Bremen”, a peça narra a história de um jumento, um cachorro, uma galinha e uma gata que, maltratados pelos respectivos donos, fogem de suas casas e formam um grupo musical.

Onde: Shopping Tietê Plaza
Horário: 14h (as senhas começam a ser distribuídas às 13h30)
Endereço:  Av. Raimundo Pereira de Magalhães, 1465 (Marginal Tietê, enter pontes Piqueri e Anhanguera)

Telefone: 3201-9000


2 – Festival de arte para crianças
teatro-sergio-cardoso

O evento, que já vem rolando desde o dia primeiro, se encerra neste Dia das Crianças com muita contação de história, show de música e até baladinha para bebês:

Maratona de Contação de Histórias – Saguão do Teatro
09h – Caru Ramos
10h – Andrea Martins
11h – Lara Hassum
12h – Mateus Monteiro
15h – As Doloridas
16h – Zenaide Paludo

13h – Disco baby – Saguão do Teatro
17h – Bandalhaços Show – Sala Sérgio Cardoso

Onde: Teatro Sérgio Cardoso
Ingressos serão distribuídos uma hora antes de cada evento
Endereço: Rua Rui Barbosa, 153, Bela Vista
Telefone: 3373-7220


3 – Brincadeiras no Shopping Morumbi
morumbi
O Dia das Crianças será comemorado no shopping  com muitas brincadeiras:
cama elástica; cama de gato; túnel com corrida de pneus; slackline, escalada, equilibrista, bambolê; dança das cadeiras; pintura de rosto; passa anel; corre cotia; rouba bandeira; chapéu no centro; queimada.

Também haverá apresentações musicais do Grupo Espaço Sambalelê às 11h, 13h,
14h30, 16h e 17h30, e um espaço baby para crianças de 0 a 3 anos com balancinhos, escorregador e piscina de bolinhas.

Onde: Shopping Morumbi
Horário: das 10h às 18h
Endereço:
Avenida Roque Petroni Júnior, 1089, Morumbi
Entrada pela
portaria C, piso térreo
Turmas de 50 crianças, a cada 30 minutos, acompanhadas de um responsável
Telefone:
5189-4805


4 – O senhor dos sonhos
truks

O espetáculo de teatro de bonecos conta a história de Lucas, um velho e bem-sucedido escritor que relembra os tempos de sua infância quando era um menino criativo, engraçado, simpático e sonhador. Com a Cia. Truks.

Onde: Biblioteca do Parque Villa Lobos
Horário: Das 16 às 17 horas (necessário retirar senhas com 30 de minutos de antecedência)
Endereço: Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 2001 e Av. Queiroz Filho, 1205
* Aconselho entrar pela Av. Queiroz Filho, o estacionamento é mais tranquilo
Telefone: 3024-2500
 

 

3

Sugestões de presentes baratos para o Dia das Crianças

O Dia das Crianças está chegando aí. Muita gente acha que essa é mais uma data comercial e que é bobagem gastar dinheiro com ela.

Leia também:
5 dicas de presentes baratos e infalíveis para recém-nascidos

Mas ninguém precisa esvaziar a carteira para fazer um mimo para o filho/sobrinho/neto/filho do amigo. Veja nossa seleção de presentes baratinhos que vão divertir a garotada.

Almofada para colorir Adventure Time – R$ 19,90
almofada_riachuelo.jpg
A peça, de 20cm x 40cm, vem com um jogo de canetinhas de 12 unidades. A almofada é lavável, então dá para pintar, lavar e pintar de novo.

Onde encontrar: Riachuelo


Mundo dinossauros (Brink+)– R$ 7,99

Mundo Dinossauros pequeno com 2 - R$ 7,99 (2).jpg
Gente, alguém me explica por que as crianças têm tanto fascínio por dinossauros? Os meus adoram livros de dinossauro, desenhos e filmes de dinossauro e, claro, brincar com bonecos de dinossauros. Acho que um presente desse tipo tem 99% de chance de agradar a qualquer criança.

Onde encontrar: Lojas Americanas (lojas físicas)


Conjunto de massinha mini fábrica (Play-Doh) – R$ 9,68

massinhaMassinha ajuda a estimular a criatividade, a coordenação motora e entretém as crianças por um tempão. E esse brinquedo é algo que não dura para sempre: massinha endurece, resseca, perde a cor, pedaços se perdem, enfim…mesmo que a criança já tenha em casa, sempre é bom renovar o estoque. Esse kit da foto é bem baratinho e vem com dois potinhos pequenos de massinha e um apetrecho para fazer diferentes formatos.

Onde encontrar: Submarino


C
ola com glitter e giz de super soft (Faber-Castell) -R$ 11,75 e R$ 18,90, respectivamente
20150318_GLIT170106_COLA COM BRIHO_Cgiz
Uma das atividades preferidas das crianças é desenhar/pintar, então esses materiais são sempre bem-vindos. A cola pode ser usada para desenhos, decoração, projetos de artesanato etc. Já o giz tem ponta retrátil e é ideal para as crianças que estão começando a desenhar.

Onde encontrar: papelarias, supermercados e lojas de artigos para casa


Dominó Estados e Capitais (Ciabrink)- R$ 20

domino-estados-e-capitais
Para os maiorzinhos, que já estão aprendendo geografia na escola, esse dominó pode ser bem interessante. O jogo ensina a associar os estados às suas capitais e mostra também a bandeira de cada estado, para ajudar no aprendizado. Estimula a fixação da percepção visual, concentração e a discriminação de figuras, além de divertir.

Onde encontrar: Cai Cai Balão Brinquedos


Ecotela Arca dos Bichos – R$ 20
ecotela-desenhada-arca-dos-bichos-copia
Já deu para perceber que eu sou fã de brinquedos que estimulam a criatividade e ligados a desenho e pintura, né? Essa tela vai fazer os pequenos se sentirem verdadeiros artistas. Vem com um kit com 12 gizes de cera e é feita com papel reciclado.

Onde encontrar: Cai Cai Balão Brinquedos


DVD Galinha Pintadinha – Especial 10 anos – R$ 19,90

dvd_galinha
Taí outro queridinho das crianças. O lançamento traz 19 canções, incluindo sucessos como “Borboletinha” e “Meu Pintinho Amarelinho”, além de duas músicas inéditas: “Para o Papai” e “Fui à Espanha”. O DVD também traz uma contracapa especial para colorir.

Onde encontrar: Lojas Americanas (lojas físicas)

0

Os melhores estandes infantis da Bienal do Livro de São Paulo

Este é o último fim de semana da Bienal do Livro de São Paulo.

Se você vai ao evento, veja nossas dicas de estandes para comprar livros infantis e de atrações para os pequenos.

PARA COMPRAR

Top Livros
É o primeiro estande, logo na entrada da Bienal. São dois estandes, na verdade, um com qualquer livro por R$ 5, outro por R$ 10.
wp-image-351643483jpg.jpg

Ciranda Cultural
Essa editora tem livros muito bacanas, bem feitos. O estande deles na Bienal é grande e tem muitas opções a partir de R$ 5.
IMG_20160826_171921216[1].jpg

Reino dos Brinquedos
Também encontramos muitas opções interessantes de livro nesse estande, incluindo estes da Galinha Pintadinha por R$ 15.
IMG_20160902_170328751[1].jpg

Livro muito Barato (no mapa o nome do estande consta como Jodane Fantoches)
O nome já diz a que veio. É um estande pequeno, mas com boas opções de títulos infantis. Comprei um livro pop-up lindo por R$ 15, entre outras ofertas.
IMG_20160902_155429666[1].jpg

Disney
Aqui não tem muitas ofertas. Mas, para quem gosta dos filmes do estúdio, vale a pena dar uma passadinha.

PARA BRINCAR

Espaço da Turma da Mônica
O estande chama a atenção dos pequenos com sua Mônica gigante, painéis para desenhar, escorregadores e mini parede de escaladas. Prepare-se para enfrentar fila. As crianças também podem produzir seu próprio livro, por R$ 39,90.
IMG_20160902_165625686[1]
IMG_20160902_165601211[1]

Espaço Moana
Essa piscina de bolinhas tem o tema do novo filme da Disney, que vai estrear no dia 5 de janeiro. Também vá preparado para pegar alguma fila.
IMG_20160902_170230847[1].jpg

Espaços BiblioSESC Praça da Palavra e Praça de Histórias
Aqui nesses espaços estão rolando várias contações de histórias. Veja a programação completa aqui e aqui.

0

Atrações para as crianças agitam a 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

14900464898_c8646298de_z

Começa nessa sexta (26) a Bienal do Livro de São Paulo. Selecionamos algumas atrações e atividades para crianças que vão acontecer durante o evento.

Veja a lista completa de atrações dos expositores nesse link.

Além dos eventos destacados aqui, vários Youtubers e autores de livros infantojuvenis vão participar de sessões de autógrafos. A maioria delas já está com as senhas esgotadas, mas é possível encontrar celebridades ainda disponíveis aqui e aqui.

A Bienal será realizada no Pavilhão do Anhembi até o dia 4 de setembro:
Av. Olavo Fontoura, 1209, Santana
Ingressos:
Segunda a quinta: R$ 20,00
Sexta a domingo: R$ 25,00
Meia-entrada: Estudante e matriculados Sesc credencial plena
Menores de 12 anos e maiores de 60 não pagam ingresso
Pacote família: 3 ingressos com 10% de desconto

* Espaço Mauricio de Sousa *
A Bienal montou um espaço permanente de 500 m² dedicado à obra do escritor e ilustrador. Os visitantes serão recepcionados por uma Mônica de três metros de altura e, antes de entrar na área principal, as crianças poderão deixar sua contribuição artística, pintando painéis ilustrados com os personagens.

O espaço contará com um escorregador de rolinhos, como o do Parque da Mônica, parede de escalada, teatro de fantoches e espaço em que as crianças poderão colorir desenhos com os personagens. Os pequenos também poderão passar por um processo de personalização e produção de um livro (R$ 39,90). Para completar, a exposição “Mauricio 80” trará uma linha do tempo com os melhores momentos da vida do ilustrador, desde quando era um jovem desenhista na década de 60 até os dias atuais.

* BiblioSesc – Praça de Histórias *
Esse espaço dentro da Bienal vai trazer diversas a apresentações e contações de histórias que podem atrair a criançada. Veja nossos destaques abaixo e clique aqui para a programação completa.

As Aventuras do Meu Avô – com Karina Gianechinni
Era uma vez uma casa e uma família trivial. Pai, mãe, filha mocinha, bebê chorão, Rafael, o filho do meio, e o avô. Esse último, depois de ficar viúvo, queria aproveitar cada minuto da vida como se fosse um adolescente! Tarefa gostosa, porém difícil, para um velhinho traquinas e muito divertido.
Quando: 26/08 (Ssxta), das 14h às 15h

O Cavaleiro Verde – Cia do Liquidificador
História do príncipe do reino de Acelóis, que todas as noites assume a forma de um grande papagaio e voa até o quarto de uma princesa, onde passam a noite conversando. Essa relação desperta a ira e inveja da madrasta da princesa, que atrai o príncipe para uma armadilha mortal. E agora? Será que a valente princesa conseguirá salvar o príncipe e ganhar a sua mão?
Quando: 27/08 (sábado), das 11h às 12h

As Três Laranjas do Amor – com Cristiane Velasco
Adaptação do conto popular espanhol, a partir da fusão de cantigas tradicionais brasileiras, danças e ritmos flamencos. A história conta as aventuras de um príncipe triste que parte em busca de três laranjas mágicas.
Quando: 28/08 (domingo), das 11h às 12h

Pé na Estrada – com Cia Conto em Cantos
Viajar, trilhar, voar e navegar com histórias deste e de outros mundos. “Sete irmãos”, conto judaico, “A moça maça”, fábula italiana, “Os Monstros não gostam da lua”, de Marjane Satrapi, “A Cigana que sabia tudo”, conto tradicional cigano, entre outras.
Quando: 31/08 (quarta), das 14h às 15h

Encontro com as Águas – O Anel da Tartaruga – com o grupo O Toque do Beija-Flor
Baseada no livro O Anel da Tartaruga, é uma dinâmica apresentação que une teatro, narração, poesia e músicas inéditas. O elenco formado pelo próprio autor do texto e por mais duas atrizes, conta a história da tartaruga Juliana que sente-se especial por causa do anel que tem na cintura, o qual ela acredita ser uma joia. Com a ajuda de um esperto salmão, ela descobre que o mar está repleto de lixo, que compromete a vida dos animais marinhos, inclusive a dela (seu anel nada mais é do que um anel de garrafa PET, que a deformou, impedindo-a de desovar). Mas, em vez de desanimar com essa descoberta, ela toma uma atitude para que seus amigos não sejam prejudicados, como ela foi.
Quando: 01/09 (quinta), das 10h3o às 11h

15076006772_76eb3da25b_z.jpg

* BiblioSesc – Praça da Palavra *
O segundo espaço do Sesc também terá atrações interessantes para os pequenos e seus papais. Confira:

Quando os Bichos Cantam
a contadora de estórias Fabiana Rubira proporciona aos seus ouvintes um mergulho na memória ancestral que está na base da nossa formação humana, para que se possa encontrar os fios que nos enlaçam e nos permitem fazer parte da grande trama da vida, desde a época em que os bichos falavam e cantavam.
Quando: 27/08 (sábado), das 11h às 12h

Sarauzinho com Manuí: Culturas populares do Brasil
A apresentação tem o objetivo de partilhar histórias, mitos e contos tradicionais e de grandes autores, cantorias, revelar a sonoridade das cordas, foles, batuques e brincadeiras da cultura popular brasileira e de criativos compositores. Com participação especial de Ana Maria Carvalho, herdeira das tradições populares do Maranhão e uma das fundadoras do Grupo Cupuaçu, e Rosângela Macedo, fundadora do Grupo Sambaqui, que permeia manifestações culturais da área cultural caipira.
Quando: 27/08 (sábado), das 12h30 às 13:30

Debate sobre contação de história para bebês
Fábio Lisboa e Denise Guilherme conversam sobre a importância da contação de histórias na primeira infância, partindo de suas experiências.
Quando: 27/08 (sábado), das 15h às 16h

* Aula Show – Delícias de recreio – com chef Rebeca Chamma *
A cozinheira mirim já participou dos programas Cocoricó, na TV Cultura, e Mini Chef, do canal Fox Life.
Onde: Espaço Cozinhando com Palavras
Quando: 03/09 (sábado), das 10h30 às 12h30

* Atividades com Luna e Ever After High *
A Salamandra lança na Bienal os livros “Como o mundo funciona” e “Natureza”, da série “O Show da Luna”; e “Ciência e Feitiçaria” e “Beijos e Feitiços”, da coleção Ever After High. Além disso, quem visitar o estande contará com atividades como: jogo de memória e oficina de origami da Luna; oficina de dedoches do Drufs – realizada pela Ópera Cómica e inspirada no lançamento de Eva Furnari – além de atividades de desenho e pintura da Luna.

A personagem principal da animação “O Show da Luna”, seu irmão Júpiter e o furão de estimação Cláudio estarão presentes para fotos com a garotada. Também marcarão presença as personagens de “Ever After High”; Raven Queen e Apple White.

Onde: Estande da Editora Salamandra
Quando:
Sessão de fotos com a Luna
– 27/8 (sábado), às 14h.
– 31/8 (quarta), às 16h.
– 03/9 (sábado), às 15h
– 04/9 (domingo), às 13h

Sessão de fotos e autógrafos Ever After High
– 03/9 (sábado), às 17h

Show de ciências da Luna
– 27/08 (sábado), às 11h
– 28/08 (domingo), às 15h
– 02/09 (sexta), às 15h
– 11/08 (sábado), às 11h

Jogo da memória da Luna
– 27/8 (sábado), às 11h30.
– 31/8 (quarta), às 15h.
– 03/9 (sábado), às 15h.

Oficina de Origami
– 27/8 (sábado), às 14h.
– 28/8 (domingo), às 16h.
– 03/9 (sábado), às 11h.

Oficina de Dedoches de Drufs (Eva Furnari)
– 28/8 (domingo), às 11h30.
– 31/8 (quarta), às 11h30.
– 04/9 (domingo), às 11h30.

Oficina de Desenho e Pintura
– 26/8 (sexta) – das 11h às 17h
– 27/8 (sábado) – das 11h às 17h
– 28/8 (domingo) – das 11h às 17h
– 29/8 (segunda) – das 11h às 17h
– 30/8 (terça) – das 11h às 17h
– 31/8 (quarta) – das 11h às 17h
– 01/09 (quinta) – das 11h às 17h
– 02/09 (sexta) – das 11h às 17h
– 03/09 (sábado) – das 11h às 17h
– 04/09 (domingo) – das 11h às 17h

* Sessão de autógrafos com Pedro Bandeira *
Um dos maiores escritores da literatura infantojuvenil no Brasil, com mais de 20 milhões de exemplares vendidos, e autor da clássica série “Os Karas” estará no evento relançando oito títulos de seu acervo, como “Alice no País da Mentira”, “Brincadeira Mortal”, “Gente de Estimação”, “O Grande Desafio”, “Descanse em paz meu amor…” e “Prova de Fogo”

Onde: Estande da Editora Moderna
Quando:
– 27/08 (sábado), às 16h
– 30/08 (terça), às 11h
– 01/09 (quinta), às 14h

Presença de personagens:

* Sessão de Fotos com a Hello Kitty *
A editora Ciranda Culltural estará apresentando, na Bienal, a coleção de livros de banho da Hello Kitty, criada para deixar os momentos na banheira, no chuveiro, praia ou piscina mais divertidos.
Onde: Estande da editora Ciranda Cultural
Quando: 28/08 (domingo), das 10h às 13h

* Presença dos personagens de A Patrulha Canina *
Onde: Estande da editora Melhoramentos
Quando: 01/09 (quinta), das 16h às 16h20

* Presença dos personagens Mônica e Cebolinha *
Onde: Estande da editora Girassol
Quando: 03/09 (sábado), das 17h às 17h20

Fotos: Divulgação

0

Livro conta como é a experiência de contratar uma barriga de aluguel

TeteRibeiro_filhas©RenatoParada_11.jpg

A jornalista Teté Ribeiro com as filhas, Rita e Cecília, geradas por uma barriga de aluguel

Você já se perguntou como é passar pela experiência de ter outra mulher gerando um filho seu, e ainda por cima em um país distante? Parece enredo de novela, mas a história contada no livro “Minhas Duas Meninas” (Cia das Letras), da jornalista Teté Ribeiro, é bem real. A autora conta como foi a decisão dela e do marido de procurarem uma clínica na Índia para contratar um “útero de substituição” (o termo mais correto para barriga de aluguel).

Teté e o marido tentaram ter um filho de todas as maneiras. Ela chegou a engravidar naturalmente em uma ocasião,mas a gestação não evoluiu. O casal tentou indução de ovulação, quatro inseminações artificiais e várias rodadas de fertilização in vitro, incluindo técnicas experimentais. Foram sete anos de tentativas frustradas, com o todo o desgaste emocional, físico e financeiro que esses tratamentos acarretam, mas o útero de Teté sofria de “falta de aderência”. Os embriões produzidos em laboratório eram saudáveis. Mas, implantados no útero da jornalista, não se desenvolviam.

Foi então que a jornalista soube, por um dos vários médicos pelos quais passou, que na Índia havia clínicas especializadas em úteros de substituição. E, assim, Teté e o marido optaram por essa maneira nada convencional de gerar descendentes.

A Índia, além de ter clínicas especializadas e renomadas, equipadas com alta tecnologia, oferece esse serviço a um preço bem mais baixo do que outros lugares onde esse método é permitido. Por lá, todo o procedimento de Teté custou US$ 31.500, enquanto que nos Estados Unidos, por exemplo, os valores começam em US$ 100 mil.

Minhas Duas Meninas.jpgNo livro, Teté conta de maneira emocionante e bem humorada como foi passar por todo o processo de tentar engravidar sem sucesso, como foi acompanhar a gestação de suas gêmeas à distância e a sua estadia na Índia, quando as meninas nasceram. A jornalista se programou para chegar à Índia antes do nascimento dos bebês. O marido seguiria depois. Mas a mãe de aluguel entrou em trabalho de parto antes do previsto e Teté foi surpreendida com a notícia de que suas filhas já haviam nascido depois que desembarcou no país.

“Era uma solidão absoluta, ao mesmo tempo testemunhada por pessoas que eu via pela primeira vez. Porque eu estava sem nenhum conhecido ao meu lado naquele momento? Quem ia me dizer que é assim mesmo, que a surpresa parece mais com um choque do que com qualquer manifestação de felicidade?”, diz Teté sobre o momento que antecedeu sua entrada na UTI neonatal para ver as filhas pela primeira vez.

Depois que tiveram alta do hospital, Teté, o marido e as bebês ainda ficaram no país por quase um mês, para que as crianças ganhassem peso o suficiente para receber o aval dos médicos para voarem de volta ao Brasil.

Tete_bebes

Teté Ribeiro com o marido, Sérgio Dávila, e as bebês Cecília e Rita no hotel em Anand, Índia, onde ficaram por quase um mês esperando as meninas ganharem peso para voltarem ao Brasil

A jornalista também fala sobre a complexidade da sociedade indiana, com suas castas e rígidas relações familiares e matrimoniais, reflete sobre a condição da mulher naquele país e conta a história de Vanita, sua barriga de aluguel, e de outras moças que optaram por essa “profissão”. Na clínica escolhida por Teté, as mulheres que atuam como barrigas de aluguel ficam hospedadas todas juntas em uma casa, podendo receber visitas do marido e dos filhos, e recebem alimentação balanceadas, passam por diversos exames e podem frequentar cursos diversos. Ao final do processo, recebem cerca de US$ 8 mil.

Pode parecer duro ficar afastada da própria casa durante nove meses. Mas, em um país pobre onde o salário mínimo gira em torno de US$ 70 por mês, alugar o próprio útero pode significar uma mudança e tanto no nível de conforto da família. Com a quantia recebida, Vanita pagou dívidas e guardou dinheiro para garantir os estudos do filho.

Tete Ribeiro

Teté Ribeiro e o marido, Sérgio Dávila, posam para foto com Vanita, sua barriga de aluguel, o marido Sandip e o filho Aarav, em um hotel na Índia

No Brasil
“O método de útero de substituição pode ser indicado nos casos de mulheres que precisaram remover o útero, quando há falhas na implantação do embrião no útero da mãe ou quando a mulher tem condições de saúde que tornam uma gestação arriscada, como cardiopatias, diabetes descontrolada ou transplante renal”, diz Patrícia Arie, médica da clínica de fertilidade Vivitá, em São Paulo. Também pode ser um método de reprodução para casais homossexuais masculinos.

Mas, diferentemente dos outros países já mencionados, aqui no Brasil não se pode contratar uma barriga de aluguel. O útero de substituição é permitido desde que a mãe que vai gestar o bebê seja parente próxima de um dos membros do casal (mãe, tia, prima ou irmã) e não receba nenhuma compensação financeira. Caso o casal não tenha alguma familiar que possa servir como barriga de aluguel, é possível pedir uma autorização na Justiça para que outra mulher ocupe esse papel.

Curiosidades
– A barriga de aluguel foi legalizada na Índia em 2002 e movimenta US$ 1 bilhão por ano.

– Um contrato detalhado e a legislação do país garantem que os país biológicos tenham total direito sobre o bebê. Não existe a possibilidade de a barriga de aluguel se arrepender e conseguir a guarda da criança. A legislação local também facilita o registro do bebê diretamente no nome dos pais biológicos. No Brasil, a criança é registrada primeiro no nome da mãe de aluguel. Depois o registro é transferido para os verdadeiros pais. 

– Na Índia, é proibido por lei que o médico revele o sexo do (s) bebês (s) durante os ultrassons que acompanham uma gestação, mesmo no caso de a mãe ser estrangeira. Isso acontece porque, nas classes média e baixa indianas, é comum o aborto provocado de bebês do sexo feminino.

– Algumas mães que contratam barriga de aluguel optam por não ter contato nenhum com a dona do útero de substituição. Mas, se ambas as partes desejarem, elas podem se encontrar onde e quando quiserem.

– Igualmente, a mãe “contratante” pode combinar com a barriga de aluguel que esta forneça leite materno para o bebê, em troca de um pagamento extra. A mãe que gestou a criança pode dar o peito para o bebê ou extrair o leite e mandar para o hotel dos pais biológicos.

– Há um projeto de lei, previsto para ser votado ainda em 2016, que, se aprovado, proibirá  estrangeiros e indianos expatriados de fazerem uso das barrigas de aluguel no país.

Fotos:
1 – Renato Parada / Divulgação
2 – Arquivo pessoal
3 – Arquivo pessoal

0

Prepare-se para amamentar seu bebê ainda na gravidez

5205274432_ab2c1efb51_z.jpg

O nascimento de um filho pode trazer muita insegurança para uma mulher, principalmente se ela for mãe de primeira viagem. Um dos principais motivos para essa insegurança é a amamentação. Acertar a pega da boca do bebê no seio, lidar com as dores e desconfortos nas primeiras semanas e ficar em dúvida se a quantidade de leite que a criança está mamando são alguns fatores que podem causar estresse na mãe.

Leia também:
Mitos e verdades sobre amamentação
Lugar de bebê é no chão

Para te ajudar a se preparar melhor para lidar com esse momento maravilhoso, mas muito desafiador e difícil, preparamos algumas dicas de coisas para fazer antes do bebê nascer. Lembrando que, entre 1 e 7 de agosto, se comemora a Semana Mundial de Aleitamento Materno.

1 – Marque uma consulta e converse com um pediatra ANTES do bebê nascer, para tirar suas dúvidas sobre amamentação. Por volta da 32ª semana é um bom momento. É bacana também procurar um profissional especializado em aleitamento materno, como uma enfermeira da área. Bancos de leite e maternidades da sua região podem indicar pessoas.

2 – Antes de decidir onde você vai ter seu filho, procure saber se a maternidade é amiga da amamentação, ou seja, se permite que o bebê fique junto com a mãe durante a internação e se seus profissionais orientam as mães a respeito do aleitamento. Procure saber se os médicos permitem e incentivam a amamentação na primeira hora de nascimento do bebê, o que é importante para a descida do leite e para fortalecer o vínculo afetivo com a mãe.

3 – Se você tiver mamilos planos ou invertidos e alguém te disser que você não vai conseguir amamentar por causa disso, fuja dessa pessoa. Existem no mercado conchas especiais que ajudam a formar o bico do seio. Além disso, a pega correta pressupõe que o bebê abocanhe a aréola toda, não só o mamilo (aliás, se ele pegar só o mamilo, vai doer bastante). Então não ter um mamilo saliente não vai impedir a amamentação.

4 – Se você quiser e tiver um espaço para isso, pode tomar sol nos seios durante a gestação. Isso ajuda a fortalecer a pele dos mamilos. Evite o período entre 11h e 16h.

5 – Procure vídeos no YouTube que mostrem como é a pega correta do bebê no seio. Uma das orientações é segurar o peito formando um “C”, ajudando a criança a abocanhar o mamilo e grande parte da aréola. Outra dica é aprender a fazer a ordenha manual quando o peito está muito cheio, para fazer a pega. É importante aprender essas técnicas antes do parto. Veja como é a ordenha:


6 – Quando for planejar o quarto do bebê, pense se você vai ter um lugar confortável para amamentar. Algumas acham que uma poltrona de amamentação é um trambolho dispensável, outras pensam ser um móvel fundamental. Eu, particularmente, usei muito minha poltrona. Principalmente nas primeiras semanas/meses, você vai precisar de um lugar bastante confortável para amamentar. Primeiro porque ainda está pegando o jeito, segundo porque você vai passar muitas horas do dia e da noite fazendo isso (depois a gente se acostuma a amamentar no sofá, na cama, de pé, de qualquer jeito). A poltrona ajuda muito por dar apoio aos braços da mãe. Também vale a pena comprar uma almofada de amamentação, que mais para frente também pode servir para ajudar a apoiar as costas do bebê no chão, quando ele estiver aprendendo a sentar.

Fontes: Luciana Herrero, pediatra; Cartilha de Amamentação Fraldas Capricho

Foto: Al van Akker88x31 (2)