Em busca da escola ideal – Parte 2

Escola
Há quase dois meses escrevi um post com dicas de como encontrar a melhor escola para seus filhos. Na época estava começando a pesquisar o assunto.

Vinte e uma escolas visitadas; várias conversas com amigos que já passaram por isso e muita pesquisa depois, posso dizer que tenho mais uma porção de dicas para quem está vivendo o mesmo processo.

Leia também:
Em busca da escola ideal
Brincando no parquinho com segurança

Além daquelas orientações que passei no primeiro post (definir critérios; avaliar linha pedagógica; perguntar sobre atividades desenvolvidas etc.), há vários outros macetes que podem ajudar nas suas pesquisas. Essas dicas são mais focadas em crianças pequenas, ok? Vamos lá:

1 – Antecedência
Comece a pesquisar as escolas vários meses antes do início do período letivo. Você vai ter que procurar e listar as escolas na região desejada; ligar para elas para perguntar valores, horários e marcar visitas e finalmente conhecê-las pessoalmente. Isso toma tempo. Eu acredito que a antecedência ideal, para fazer uma pesquisa com bastante calma, seja de seis meses. Se não for possível, pelo menos uns três meses.

2 – Indicações
Essa é uma dica meio óbvia, mas às vezes nos esquecemos de fazer isso: peça indicações para amigos que moram na sua região. Vale também pedir ajuda para vizinhos, mesmo que não os conheça muito bem. Durante minha busca abordei alguns moradores do meu prédio que são pais de filhos pequenos para perguntar onde suas crianças estudam. Com isso, descobri escolas que não havia encontrado nas minhas pesquisas preliminares.

3 – Prioridades
Já falei isso no post anterior, mas acho bacana reforçar: defina suas prioridades. Prefere uma escola pequena e mais intimista ou grande, que pode acolher a criança por muitos anos? Faz questão de que tenha muitos equipamentos e brinquedos ou topa uma estrutura mais simples? Tem predileção por alguma pedagogia específica? O que tem mais a ver com você e sua família: um sistema mais lúdico e individualizado ou uma linha mais tradicional, que vai “puxar” mais pelo conteúdo? Você não precisa definir isso logo de cara. Mas, à medida que for fazendo as visitas, reflita sobre o que é mais importante para você e do que dá para abrir mão. Eu e meu marido, por exemplo, nos preocupamos mais com o espaço físico do que com a pedagogia nesse momento. Fazemos questão que a escola dos nossos filhos tenha algum espaço verde com grama, terra e árvore e que as crianças tenham bastante tempo para brincar. Isso já nos fez descartar um monte de instituições que não atendiam a esse critério e facilitou muito nossa escolha final.

4 – Valores “ocultos”
Além do valor da mensalidade, você precisa saber quanto vão te custar todas as outras taxas e despesas extras, como: matrícula; material; alimentação; uniforme; custo de presentes de datas comemorativas, como Dia das Mães e Dia dos Pais; festas e passeios. Se o seu orçamento estiver apertado, esses gastos extras podem pesar. Tente sempre negociar descontos ou isenção de matrícula.

5 – Anote TUDO
Vai por mim: você pode até achar que vai memorizar todas as informações sobre cada escola, mas é impossível guardar tudo na cabeça. Faça uma planilha no Excel; uma lista simples no Word ou no email; anotação no bloco de notas no celular ou escreva num bom e velho bloquinho. Mas anote tudo. Até impressões subjetivas como o que você achou do clima de escola e se simpatizou com a pessoa que te atendeu. Tudo isso pode te ajudar na decisão.

escola

6 – Sem vergonha
Não tenha receio de ligar para a escola quantas vezes forem necessárias para sanar suas dúvidas ou até de repetir a visita por uma segunda (ou terceira) vez. Se os funcionários te tratarem com impaciência ou antipatia, ponto negativo para a escola.

7 – Alimentação
Se a escola oferecer lanches e/ou refeições, não se esqueça de pedir para ver o cardápio. Caso não goste de alguns itens oferecidos, pergunte se pode enviar substituições. Muitas escolas também preparam comida especial para crianças alérgicas ou intolerantes. Nesses casos, certifique-se de que o preparo é correto. Ah, e visite a cozinha para ver se é tudo limpo.

8 – Segurança
Não se esqueça de verificar se as janelas, varandas e vãos de escadas têm telas e se as tomadas estão protegidas. Também é importante ter corrimão na altura das crianças nas escadas e aquelas faixas antiderrapantes nos degraus. Os brinquedos devem estar em bom estado, sem ferrugem, farpas ou cantos pontiagudos.

9 – Documentação
Cheque se a escola está com a papelada em dia. Os documentos mais importantes são a autorização de funcionamento, emitida pela Diretoria Regional de Educação; o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), que verifica se a edificação tem condições de segurança contra incêndios; o alvará da prefeitura e o laudo da Vigilância Sanitária. Pergunte também se os funcionários passam por treinamentos de primeiros socorros periodicamente. Se tiver dúvidas sobre a documentação, ligue ou visita a Diretoria Regional de Educação mais próxima de você. Eles vão poder te dizer se a escola é autorizada. Clique aqui para ver os endereços das diretorias em São Paulo.

10 – Distância e tempo de descolcamento
Antes de assinar o contrato, calcule quanto tempo você vai gastar para levar e buscar seus filhos. Faça o trajeto nos horários de entrada e saída. Às vezes uma escola até é próxima, mas o caminho até ela pode ficar carregado em determinados horários, fazendo você perder muito tempo no trânsito.

11 – Envolvendo as crianças
Acho válido levar os futuros alunos para conhecer suas possíveis escolas. É legal para ver como as professoras e demais funcionários tratam as novas crianças, para sentir o clima e observar como seus filhos se comportam nesse ambiente diferente. Eu levei meus gêmeos em várias das minhas visitas e foi interessante ver como pareceram mais à vontade em algumas escolas e menos em outras.

12 – Contato com outros pais
Se você visitar a escola nos horários de entrada ou saída, tente conversar com algum pai ou mãe. Pergunte se ele ou ela está satisfeito, o que acha que poderia mudar, se os professores dão atenção suficiente, se a comunicação com a família é boa, e o que mais quiser saber.

13 – Comunicação
Falando em comunicação, pergunte na escola como é a feita a troca de informações entre direção e professores e os pais. Normalmente é por meio de uma agenda. Pergunte que tipo de anotações são feitas e quantas reuniões são realizadas por ano. Algumas escolas oferecem diferenciais, como câmeras que os pais podem acessar remotamente e envio de mensagens com fotos da criança em atividade pelo WhatsApp (na verdade só uma escola das que visitei oferece esse diferencia; achei muito bacana, principalmente para pais de primeira viagem na escola como eu, que certamente ficarão ansiosos para saberem o que seus filhotes estão fazendo no horário letivo).

Fotos: Navy Hale Keiki School e Woodley Wonder Works

4 comentários sobre “Em busca da escola ideal – Parte 2

  1. Em termos de segurança eu incluiria dedetizações periódicas e controle de ralos, entradas de esgoto etc. Já li sobre casos de escorpiões em creches com resultados trágicos.

    Dependendo da idade a capacidade de envolvimento varia, mas é importante lembrar que a primeira vez na escola/creche vai exigir toda uma fase de adaptação. Na do meu filho eu e minha esposa nos revezamos nos primeiros dias. A escola pedia que estivéssemos na escola para tranquiliza-lo caso entrasse em pânico. Não ficávamos à vista, era mais uma eventualidade, mas isso descreve bem como pode ser complexa a fase de adaptação.

    Curtido por 1 pessoa

    • Bem lembrado, Renato, essa questão da dedetização é importante. Nem tinha pensado em escorpião ou outros bichos peçonhentos, e a escola que escolhi tem bastante mato. Vou perguntar pra eles.

      Sobre a adaptação, pretendo escrever um post mais para frente contando minha experiência e dando dicas de como passar por esse processo da forma mais tranquila possível. Obrigada pelo comentário.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s