Você sabia que criança também tem artrite?

crianças artrite
Image by Amber Stevens from Pixabay

Artrite é uma doença geralmente relacionada a pessoas mais velhas, geralmente idosas. Mas você sabia que ela pode atingir crianças também?

A artrite idiopática juvenil, nome oficial da doença, é uma enfermidade ainda pouco conhecida. Ela se caracteriza principalmente por inflamação e dores nas articulações e inchaço nas juntas e atinge, em média, uma a cada 500 crianças.

O termo “idiopático” indica que a causa do problema não é conhecida. Mas acredita-se que ela pode ter relação com algumas infecções virais ou bacterianas, com estresse e traumatismos das articulações. É importante ressaltar que essa não é uma doença contagiosa.

Por causar dores nas articulações, ela pode interferir na parte motora e atrapalhar atividades cotidianas da criança, como correr, brincar, jogar bola, escrever etc.

O diagnóstico é realizado por meio da detecção da artrite em uma ou mais articulações e que dure por pelo menos seis semanas. Febre alta diária persistente por mais de duas semanas também é um indicativo da doença. O paciente também pode apresentar dificuldade em se movimentar ao acordar e ou fraqueza nas articulações.

Quanto mais cedo o tratamento começar, melhor. Se não tratada, a artrite juvenil pode provocar deformações, como tendões encurtados, e pode destruir cartilagens também – consequências difíceis de serem corrigidas mais para frente.

O tratamento é feito por meio de antinflamatórios e fisioterapia. Podem ser utillizados também corticosteróides, dependendo do caso. Geralmente o tratamento é de longo prazo. O paciente pode alternar períodos de melhora e piora. Não existe uma cura definitica para a artrite juvenil, mas em muitos casos é possível atingir um controle dos sintomas.

Como a enfermidade pode afetar a a vida social e escolar da criança, é normal que o paciente apresente mudanças comportamentais e sentimentos como raiva e tristeza. Por isso, muitas vezes é recomendado um acompanhamento psicológico concomitante ao tratamento médico.

Fontes: Claudio Len, pediatra e coordenador da Acredite – Amigos da Criança com Reumatismo, organização sem fins lucrativos ligada ao Departamento de Pediatria da Universidade Federal de São Paulo/Hospital São Paulo, que oferece suporte social às famílias das crianças atendidas pelo hospital, oferecendo medicamentos, órteses e insumos necessários para uma melhor qualidade de vida, como cestas básicas, brinquedos e material escolar

Sociedade Brasileira de Reumatologia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s